Artigo Anais CONACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-0186

AS PNEUMOCONIOSES ENTRE TRABALHADORES BRASILEIROS: RETRATO DE UMA REALIDADE BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Palavra-chaves: SAÚDE, SAÚDE DO TRABALHADOR, PNEUMOCONIOSE Pôster (PO) Saúde Coletiva Publicado em 09 de abril de 2014

Resumo

Introdução: as pneumoconioses representam um grupo de doenças respiratórias de origem ocupacional, determinadas pela inalação de poeira no ambiente trabalho, sendo mais comum entre trabalhadores da mineração, metalurgia, construção civil, indústria madeireira e agricultura. Os sinais e sintomas aparecem tardiamente, quando o trabalhador já apresenta comprometimento respiratório considerável. Objetivo: identificar, a partir de evidências científicas, as pneumoconioses mais comuns entre os trabalhadores brasileiros. Metodologia: Revisão Integrativa da Literatura, com busca efetivada na Biblioteca Virtual de Saúde, a partir da associação entre os Descritores Controlados em Ciências da Saúde: pneumoconiose e Brasil. Identificaram-se 18 produções científicas, as quais foram analisadas e após consideração dos critérios de inclusão e exclusão selecionaram-se 14 artigos datados de 1989-2010. Para a organização e tabulação dos dados foi utilizado um instrumento validado e os recortes extraídos foram agrupados em dois grupos: 1) caracterização das publicações e 2) caracterização das pneumoconioses mais relatadas nos estudos nacionais. Resultados: entre as publicações selecionadas, 13 estavam disponíveis na base de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e uma no Index Medicus Eletrônico da National Library of Medicine (MEDLINE); 10 foram publicadas no idioma português, três em inglês e uma em espanhol. Considerando as pneumoconioses mais relatadas nos estudos nacionais, destaque para a silicose (n=4), talcose (n=3), asbestose (n=2) e coccidioidomicose (n=2), dentre outras. Entre as ocupações, destaque para artesanato, mineração, agricultura e indústria cerâmica. Conclusão: é preciso desenvolver outras investigações relativas ao objeto de estudo e adotar medidas de precaução padrão para minimizar a exposição aos riscos ocupacionais decorrentes da inalação de poeiras, bem como melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.