Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

PLANTSTAR: UMA ALTERNATIVA METODOLÓGICA PARA UMA ABORDAGEM NO ENSINO DE BOTÂNICA.

Palavra-chaves: BOTÂNICA, ENSINO DE CIÊNCIAS, JOGO Pôster (PO) GT 16. Ensino de Ciências
"2018-10-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 48607
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 1389
    "inscrito_id" => 5191
    "titulo" => """
      PLANTSTAR: UMA ALTERNATIVA METODOLÓGICA PARA\r\n
      UMA ABORDAGEM NO ENSINO DE BOTÂNICA.
      """
    "resumo" => """
      O ensino de ciências atualmente vem ganhando espaço nas discussões acadêmicas no âmbito educacional, em função da necessidade de utilização de estratégias e métodos alternativos mais atrativos para os alunos. O lúdico através do ensino pode ser uma das práticas utilizadas como facilitadoras e promotoras da aprendizagem nas atividades escolares, possibilitando a aproximação dos alunos ao conhecimento científico. No ensino de botânica, é perceptível a desatenção e desinteresse por parte dos alunos acerca de um tema imprescindível para as questões ambientais, sem essa base os mesmos ficam impossibilitados de opinar e ter atitudes conscientes para a sustentabilidade, se tornando preocupante a falta de conhecimento ambiental, exemplificada pela incapacidade de reconhecimento de organismos simples que estão frequentemente no nosso dia a dia. Por isso é fundamental que o docente encontre métodos alternativos que possam auxiliar e motivar o interesse em sala de aula, desempenhando o papel de motivador e promovendo desafios estimulando a participação coletiva. Proporcionando o desenvolvimento da aprendizagem diante de métodos atrativos para que as aulas sejam interessantes e significativas para os alunos e professores. O jogo didático carteado intitulado, "PlantStar”, tem como vantagens o conhecimento das regras por parte da maioria dos alunos, por sua semelhança com jogos preexistentes, fácil confecção, adaptação e aplicação.Haveria determinada dificuldade de abordar esse assunto e consequentemente aplicar esse jogo no ensino fundamental, pois esse conteúdo é tratado de forma superficial, impedindo a dinamicidade do jogo. O público alvo desse recurso didático seria o Ensino Médio e talvez o Superior, pois o aprofundamento desse conteúdo, fornecido pela modalidade de ensino acima citada, permitem que o jogo seja eficiente como auxílio da aprendizagem. Para a realização do jogo é necessário um professor orientador, três grupos de alunos - até 12 alunos por grupo e as cartas confeccionadas do “PlantStar”. O jogo consiste num baralho de 24 cartas que formam 6 quartetos (Cianobactérias, Briófitas, Samambaias, Licófitas, Trimerófitas e Cartas Coringa). O Layout das cartas e o modo de jogo são inspirados em jogos de cartas preexistentes. Diante do jogo proposto, espera-se que os estudantes apresentem um melhor desempenho acerca do tema trabalhado, uma maior participação entre os colegas de sala, promovendo uma união entre si e cooperando para uma prática competitiva de forma saudável e educativa.A importância do uso de jogos didáticos na educação referida no presente trabalho\r\n
      corrobora com os trabalhos de Vygotski, que considera o brincar uma atividade que estimula a aprendizagem, já que ela cria uma zona de desenvolvimento proximal no discente, retirando um pensamento onde os jogos são vistos como apenas distrações, mas sim como auxiliadores e facilitadores da transmissão dos conhecimentos em sala de aula.Observa-se que o lúdico tende a contribuir para em diversas etapas da vida da criança, e por este motivo também se configura enquanto parte essencial dentro do processo educativo proporcionado pelas escolas.
      """
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 16. Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "BOTÂNICA, ENSINO DE CIÊNCIAS, JOGO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD4_SA16_ID5191_05092018135443.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:33"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDREZZA MARIA RIBEIRO RAMOS "
    "autor_nome_curto" => "ANDREZZA"
    "autor_email" => "andrezza_riibeiro@hotmail"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 48607
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 1389
    "inscrito_id" => 5191
    "titulo" => """
      PLANTSTAR: UMA ALTERNATIVA METODOLÓGICA PARA\r\n
      UMA ABORDAGEM NO ENSINO DE BOTÂNICA.
      """
    "resumo" => """
      O ensino de ciências atualmente vem ganhando espaço nas discussões acadêmicas no âmbito educacional, em função da necessidade de utilização de estratégias e métodos alternativos mais atrativos para os alunos. O lúdico através do ensino pode ser uma das práticas utilizadas como facilitadoras e promotoras da aprendizagem nas atividades escolares, possibilitando a aproximação dos alunos ao conhecimento científico. No ensino de botânica, é perceptível a desatenção e desinteresse por parte dos alunos acerca de um tema imprescindível para as questões ambientais, sem essa base os mesmos ficam impossibilitados de opinar e ter atitudes conscientes para a sustentabilidade, se tornando preocupante a falta de conhecimento ambiental, exemplificada pela incapacidade de reconhecimento de organismos simples que estão frequentemente no nosso dia a dia. Por isso é fundamental que o docente encontre métodos alternativos que possam auxiliar e motivar o interesse em sala de aula, desempenhando o papel de motivador e promovendo desafios estimulando a participação coletiva. Proporcionando o desenvolvimento da aprendizagem diante de métodos atrativos para que as aulas sejam interessantes e significativas para os alunos e professores. O jogo didático carteado intitulado, "PlantStar”, tem como vantagens o conhecimento das regras por parte da maioria dos alunos, por sua semelhança com jogos preexistentes, fácil confecção, adaptação e aplicação.Haveria determinada dificuldade de abordar esse assunto e consequentemente aplicar esse jogo no ensino fundamental, pois esse conteúdo é tratado de forma superficial, impedindo a dinamicidade do jogo. O público alvo desse recurso didático seria o Ensino Médio e talvez o Superior, pois o aprofundamento desse conteúdo, fornecido pela modalidade de ensino acima citada, permitem que o jogo seja eficiente como auxílio da aprendizagem. Para a realização do jogo é necessário um professor orientador, três grupos de alunos - até 12 alunos por grupo e as cartas confeccionadas do “PlantStar”. O jogo consiste num baralho de 24 cartas que formam 6 quartetos (Cianobactérias, Briófitas, Samambaias, Licófitas, Trimerófitas e Cartas Coringa). O Layout das cartas e o modo de jogo são inspirados em jogos de cartas preexistentes. Diante do jogo proposto, espera-se que os estudantes apresentem um melhor desempenho acerca do tema trabalhado, uma maior participação entre os colegas de sala, promovendo uma união entre si e cooperando para uma prática competitiva de forma saudável e educativa.A importância do uso de jogos didáticos na educação referida no presente trabalho\r\n
      corrobora com os trabalhos de Vygotski, que considera o brincar uma atividade que estimula a aprendizagem, já que ela cria uma zona de desenvolvimento proximal no discente, retirando um pensamento onde os jogos são vistos como apenas distrações, mas sim como auxiliadores e facilitadores da transmissão dos conhecimentos em sala de aula.Observa-se que o lúdico tende a contribuir para em diversas etapas da vida da criança, e por este motivo também se configura enquanto parte essencial dentro do processo educativo proporcionado pelas escolas.
      """
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "GT 16. Ensino de Ciências"
    "palavra_chave" => "BOTÂNICA, ENSINO DE CIÊNCIAS, JOGO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD4_SA16_ID5191_05092018135443.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:33"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:34:00"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ANDREZZA MARIA RIBEIRO RAMOS "
    "autor_nome_curto" => "ANDREZZA"
    "autor_email" => "andrezza_riibeiro@hotmail"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

O ensino de ciências atualmente vem ganhando espaço nas discussões acadêmicas no âmbito educacional, em função da necessidade de utilização de estratégias e métodos alternativos mais atrativos para os alunos. O lúdico através do ensino pode ser uma das práticas utilizadas como facilitadoras e promotoras da aprendizagem nas atividades escolares, possibilitando a aproximação dos alunos ao conhecimento científico. No ensino de botânica, é perceptível a desatenção e desinteresse por parte dos alunos acerca de um tema imprescindível para as questões ambientais, sem essa base os mesmos ficam impossibilitados de opinar e ter atitudes conscientes para a sustentabilidade, se tornando preocupante a falta de conhecimento ambiental, exemplificada pela incapacidade de reconhecimento de organismos simples que estão frequentemente no nosso dia a dia. Por isso é fundamental que o docente encontre métodos alternativos que possam auxiliar e motivar o interesse em sala de aula, desempenhando o papel de motivador e promovendo desafios estimulando a participação coletiva. Proporcionando o desenvolvimento da aprendizagem diante de métodos atrativos para que as aulas sejam interessantes e significativas para os alunos e professores. O jogo didático carteado intitulado, "PlantStar”, tem como vantagens o conhecimento das regras por parte da maioria dos alunos, por sua semelhança com jogos preexistentes, fácil confecção, adaptação e aplicação.Haveria determinada dificuldade de abordar esse assunto e consequentemente aplicar esse jogo no ensino fundamental, pois esse conteúdo é tratado de forma superficial, impedindo a dinamicidade do jogo. O público alvo desse recurso didático seria o Ensino Médio e talvez o Superior, pois o aprofundamento desse conteúdo, fornecido pela modalidade de ensino acima citada, permitem que o jogo seja eficiente como auxílio da aprendizagem. Para a realização do jogo é necessário um professor orientador, três grupos de alunos - até 12 alunos por grupo e as cartas confeccionadas do “PlantStar”. O jogo consiste num baralho de 24 cartas que formam 6 quartetos (Cianobactérias, Briófitas, Samambaias, Licófitas, Trimerófitas e Cartas Coringa). O Layout das cartas e o modo de jogo são inspirados em jogos de cartas preexistentes. Diante do jogo proposto, espera-se que os estudantes apresentem um melhor desempenho acerca do tema trabalhado, uma maior participação entre os colegas de sala, promovendo uma união entre si e cooperando para uma prática competitiva de forma saudável e educativa.A importância do uso de jogos didáticos na educação referida no presente trabalho corrobora com os trabalhos de Vygotski, que considera o brincar uma atividade que estimula a aprendizagem, já que ela cria uma zona de desenvolvimento proximal no discente, retirando um pensamento onde os jogos são vistos como apenas distrações, mas sim como auxiliadores e facilitadores da transmissão dos conhecimentos em sala de aula.Observa-se que o lúdico tende a contribuir para em diversas etapas da vida da criança, e por este motivo também se configura enquanto parte essencial dentro do processo educativo proporcionado pelas escolas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.