Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

NUANCES DA LUDICIDADE NO FAZER PSICOPEDAGÓGICO: APONTAMENTOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM

Palavra-chaves: LUDICIDADE, JOGO, PSICOPEDAGOGIA, ENSINO-APRENDIZAGEM Comunicação Oral (CO) GT 09. Educação Infantil
"2018-10-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 47928
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 4562
    "inscrito_id" => 8073
    "titulo" => "NUANCES DA LUDICIDADE NO FAZER PSICOPEDAGÓGICO: APONTAMENTOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM"
    "resumo" => "O presente estudo é uma revisão de literatura que tem como objetivo Investigar como o uso da ludicidade favorece o fazer psicopedagógico contribuindo para o processo de Ensino- aprendizagem das crianças. O psicopedagogo institucional precisa orientar o educador a utilizar os jogos e brincadeiras em suas aulas, visto que, a ludicidade favorece a autonomia, a formação da personalidade, do caráter, valorizando as relações interpessoais, emocionais e cognitivas dos indivíduos em todas as fases do desenvolvimento, além de funcionar como mecanismo condutor de ações voluntárias da criança no qual o papel do psicopedagogo é mediar e problematizar com objetivos previamente estabelecidos a fim de promover saberes. Possui em sua essência características relevantes para vida da criança, contribuindo na sua formação enquanto sujeito capaz de interagir e resolver situações-problemas do seu cotidiano. Nos resultados aponta-se que a literatura analisada que a atuação do psicopedagogo institucional tem uma importante função de socializar os conhecimentos disponíveis, promover o desenvolvimento cognitivo, a ludicidade como atividade de intervenção contribui para o processo de ensino-aprendizagem. O jogo possui atribuições que possibilitam a criança o desenvolvimento de inúmeras habilidades, como aperfeiçoamento de ações motoras no desenvolvimento dos jogos de exercício, criação de enredos a partir de situações concretas onde é possível perceber através das expressões a descrição de determinada realidade, percebido nos jogos simbólicos e a articulação de estratégias levantadas para a resolução de situações vivenciadas nos jogos de regras."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 09. Educação Infantil"
    "palavra_chave" => "LUDICIDADE, JOGO, PSICOPEDAGOGIA, ENSINO-APRENDIZAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID8073_17092018230825.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:58"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HELAINE MARINHO MATOS E MATOS"
    "autor_nome_curto" => "HELAINE"
    "autor_email" => "helainemarinho@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 47928
    "edicao_id" => 101
    "trabalho_id" => 4562
    "inscrito_id" => 8073
    "titulo" => "NUANCES DA LUDICIDADE NO FAZER PSICOPEDAGÓGICO: APONTAMENTOS PARA O PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM"
    "resumo" => "O presente estudo é uma revisão de literatura que tem como objetivo Investigar como o uso da ludicidade favorece o fazer psicopedagógico contribuindo para o processo de Ensino- aprendizagem das crianças. O psicopedagogo institucional precisa orientar o educador a utilizar os jogos e brincadeiras em suas aulas, visto que, a ludicidade favorece a autonomia, a formação da personalidade, do caráter, valorizando as relações interpessoais, emocionais e cognitivas dos indivíduos em todas as fases do desenvolvimento, além de funcionar como mecanismo condutor de ações voluntárias da criança no qual o papel do psicopedagogo é mediar e problematizar com objetivos previamente estabelecidos a fim de promover saberes. Possui em sua essência características relevantes para vida da criança, contribuindo na sua formação enquanto sujeito capaz de interagir e resolver situações-problemas do seu cotidiano. Nos resultados aponta-se que a literatura analisada que a atuação do psicopedagogo institucional tem uma importante função de socializar os conhecimentos disponíveis, promover o desenvolvimento cognitivo, a ludicidade como atividade de intervenção contribui para o processo de ensino-aprendizagem. O jogo possui atribuições que possibilitam a criança o desenvolvimento de inúmeras habilidades, como aperfeiçoamento de ações motoras no desenvolvimento dos jogos de exercício, criação de enredos a partir de situações concretas onde é possível perceber através das expressões a descrição de determinada realidade, percebido nos jogos simbólicos e a articulação de estratégias levantadas para a resolução de situações vivenciadas nos jogos de regras."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 09. Educação Infantil"
    "palavra_chave" => "LUDICIDADE, JOGO, PSICOPEDAGOGIA, ENSINO-APRENDIZAGEM"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID8073_17092018230825.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:32"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:33:58"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HELAINE MARINHO MATOS E MATOS"
    "autor_nome_curto" => "HELAINE"
    "autor_email" => "helainemarinho@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais V CONEDU"
    "edicao_evento" => "V Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a040030b34_17022020000952.jpg"
    "edicao_capa" => "5e4a040030246_17022020000952.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-10-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

O presente estudo é uma revisão de literatura que tem como objetivo Investigar como o uso da ludicidade favorece o fazer psicopedagógico contribuindo para o processo de Ensino- aprendizagem das crianças. O psicopedagogo institucional precisa orientar o educador a utilizar os jogos e brincadeiras em suas aulas, visto que, a ludicidade favorece a autonomia, a formação da personalidade, do caráter, valorizando as relações interpessoais, emocionais e cognitivas dos indivíduos em todas as fases do desenvolvimento, além de funcionar como mecanismo condutor de ações voluntárias da criança no qual o papel do psicopedagogo é mediar e problematizar com objetivos previamente estabelecidos a fim de promover saberes. Possui em sua essência características relevantes para vida da criança, contribuindo na sua formação enquanto sujeito capaz de interagir e resolver situações-problemas do seu cotidiano. Nos resultados aponta-se que a literatura analisada que a atuação do psicopedagogo institucional tem uma importante função de socializar os conhecimentos disponíveis, promover o desenvolvimento cognitivo, a ludicidade como atividade de intervenção contribui para o processo de ensino-aprendizagem. O jogo possui atribuições que possibilitam a criança o desenvolvimento de inúmeras habilidades, como aperfeiçoamento de ações motoras no desenvolvimento dos jogos de exercício, criação de enredos a partir de situações concretas onde é possível perceber através das expressões a descrição de determinada realidade, percebido nos jogos simbólicos e a articulação de estratégias levantadas para a resolução de situações vivenciadas nos jogos de regras.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.