Artigo Anais V CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

A CAPACIDADE DA METODOLOGIA DE ENSINO DOS INSTITUTOS FEDERAIS DE EDUCAÇÃO EM FORMAR CONTRIBUINTES PARA A PRODUÇÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA

Palavra-chaves: METODOLOGIA DE ENSINO, PRODUÇÃO CIENTÍFICA, INSTITUTOS FEDERAIS Pôster (PO) GT 02. Didática, Currículo e Políticas Educacionais Publicado em 17 de outubro de 2018

Resumo

A produção de novos conhecimentos sistematizados, que se dá pela pesquisa científica, é fundamental para o desenvolvimento intelectual do país. O modelo de ensino tradicional do ensino médio brasileiro é incapaz de formar alunos preparados para o ensino superior e, consequentemente, contribuir com a produção científica do país. Tendo em vista isso, o objetivo principal desse trabalho é relacionar a metodologia de ensino utilizada nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia com a produção científica brasileira. O seguinte trabalho tem os objetivos específicos de mostrar como esse método pode contribuir para o desenvolvimento científico do país e analisar os impactos positivos desta metodologia de ensino na formação dos discentes de ensino médio. Foi realizada uma revisão bibliográfica sobre o sistema de ensino dos IFs, tal como foram analisados dados relativos a produção científica brasileira. Foi observado que o modelo de ensino dos IFs é capaz de formar alunos já engajados no meio científico, além de prepará-los para uma melhor transição ao ensino superior. Apesar do Brasil atingir grandes posições na produção científica mundial é incontestável a grande diferença que existe entre o país e países desenvolvidos em pesquisa científica. Foi concluído que é evidente a necessidade de crescimento do Brasil na produção científica local, bem como, deve-se reconhecer o potencial que os estudantes do ensino médio possuem em relação a contribuição nesse meio, destacando os IFs, os quais possuem um modelo de ensino capaz de favorecer a produção científica do país, por meio de seus alunos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.