Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO NA SAÚDE MENTAL DE PESSOAS IDOSAS.

Palavra-chaves: IDOSOS, ATIVIDADE FÍSICA, DEPRESSÃO Pôster (PO) AT-05: Saúde Mental
"2018-06-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 41203
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 460
    "inscrito_id" => 1514
    "titulo" => "O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO NA SAÚDE MENTAL DE PESSOAS IDOSAS."
    "resumo" => "A ansiedade e a depressão constituem um grande problema de saúde pública, principalmente na população idosa. Na atualidade, a prática de exercício físico regular demonstra uma associação positiva com a boa saúde mental. A presente investigação objetiva verificar a influência do exercício sobre a autoestima e depressão na população idosa, revisar na literatura a eficácia do exercício como tratamento e fator protetor da depressão e da ansiedade nos idosos, estabelecer evidência empírica consistente que corrobore a relação entre a prática regular de atividade física e a melhora da autoestima, bem como benefícios na redução de quadros depressivos nesse grupo. A metodologia consistiu na busca de artigos nas bases de dados SciELO e LILACS que correspondessem ao período de 2006 a 2018, utilizando como descritores “idosos”, “depressão”, “ansiedade”, “atividade física” e “exercício físico”. A pesquisa obteve 128 correspondências, mas apenas 14, publicadas entre 2007 e 2017, foram incluídas neste artigo. A análise desses trabalhos apontou que a prática regular de exercícios reduz, significativamente, sinais clínicos de depressão nos idosos e também oferece efeito protetor contra a instalação desse distúrbio. Esse efeito pode ser explicado por vários fatores, mas o mais aceito é que a atividade física envolve diretamente o metabolismo da serotonina, dopamina e alguns outros neurotransmissores que possuem ação no desempenho motor, motivação locomotora e modulação emocional. Nesse raciocínio, a prática de exercícios representa importante fator na redução dos níveis de depressão e ansiedade em idosos, portanto deve ser utilizado como coadjuvante tanto no tratamento quanto na prevenção desses distúrbios."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-05: Saúde Mental"
    "palavra_chave" => "IDOSOS, ATIVIDADE FÍSICA, DEPRESSÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD4_SA5_ID1514_20052018235857.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "PEDRO COSTA LIMA"
    "autor_nome_curto" => "PEDRO"
    "autor_email" => "pedro_paraiba2@hotmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 41203
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 460
    "inscrito_id" => 1514
    "titulo" => "O EFEITO DO EXERCÍCIO FÍSICO NA SAÚDE MENTAL DE PESSOAS IDOSAS."
    "resumo" => "A ansiedade e a depressão constituem um grande problema de saúde pública, principalmente na população idosa. Na atualidade, a prática de exercício físico regular demonstra uma associação positiva com a boa saúde mental. A presente investigação objetiva verificar a influência do exercício sobre a autoestima e depressão na população idosa, revisar na literatura a eficácia do exercício como tratamento e fator protetor da depressão e da ansiedade nos idosos, estabelecer evidência empírica consistente que corrobore a relação entre a prática regular de atividade física e a melhora da autoestima, bem como benefícios na redução de quadros depressivos nesse grupo. A metodologia consistiu na busca de artigos nas bases de dados SciELO e LILACS que correspondessem ao período de 2006 a 2018, utilizando como descritores “idosos”, “depressão”, “ansiedade”, “atividade física” e “exercício físico”. A pesquisa obteve 128 correspondências, mas apenas 14, publicadas entre 2007 e 2017, foram incluídas neste artigo. A análise desses trabalhos apontou que a prática regular de exercícios reduz, significativamente, sinais clínicos de depressão nos idosos e também oferece efeito protetor contra a instalação desse distúrbio. Esse efeito pode ser explicado por vários fatores, mas o mais aceito é que a atividade física envolve diretamente o metabolismo da serotonina, dopamina e alguns outros neurotransmissores que possuem ação no desempenho motor, motivação locomotora e modulação emocional. Nesse raciocínio, a prática de exercícios representa importante fator na redução dos níveis de depressão e ansiedade em idosos, portanto deve ser utilizado como coadjuvante tanto no tratamento quanto na prevenção desses distúrbios."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-05: Saúde Mental"
    "palavra_chave" => "IDOSOS, ATIVIDADE FÍSICA, DEPRESSÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD4_SA5_ID1514_20052018235857.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "PEDRO COSTA LIMA"
    "autor_nome_curto" => "PEDRO"
    "autor_email" => "pedro_paraiba2@hotmail.co"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

A ansiedade e a depressão constituem um grande problema de saúde pública, principalmente na população idosa. Na atualidade, a prática de exercício físico regular demonstra uma associação positiva com a boa saúde mental. A presente investigação objetiva verificar a influência do exercício sobre a autoestima e depressão na população idosa, revisar na literatura a eficácia do exercício como tratamento e fator protetor da depressão e da ansiedade nos idosos, estabelecer evidência empírica consistente que corrobore a relação entre a prática regular de atividade física e a melhora da autoestima, bem como benefícios na redução de quadros depressivos nesse grupo. A metodologia consistiu na busca de artigos nas bases de dados SciELO e LILACS que correspondessem ao período de 2006 a 2018, utilizando como descritores “idosos”, “depressão”, “ansiedade”, “atividade física” e “exercício físico”. A pesquisa obteve 128 correspondências, mas apenas 14, publicadas entre 2007 e 2017, foram incluídas neste artigo. A análise desses trabalhos apontou que a prática regular de exercícios reduz, significativamente, sinais clínicos de depressão nos idosos e também oferece efeito protetor contra a instalação desse distúrbio. Esse efeito pode ser explicado por vários fatores, mas o mais aceito é que a atividade física envolve diretamente o metabolismo da serotonina, dopamina e alguns outros neurotransmissores que possuem ação no desempenho motor, motivação locomotora e modulação emocional. Nesse raciocínio, a prática de exercícios representa importante fator na redução dos níveis de depressão e ansiedade em idosos, portanto deve ser utilizado como coadjuvante tanto no tratamento quanto na prevenção desses distúrbios.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.