Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

CIRURGIA METABÓLICA NO TRATAMENTO DE DIABETES MELLITUS TIPO 2: EFEITOS METABÓLICOS A CURTO E MÉDIO PRAZO

Palavra-chaves: DIABETES MELLITUS, CIRURGIA METABÓLICA, ENDOCRINOLOGIA Comunicação Oral (CO) AT-01: Medicina
"2018-06-13 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 40889
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 732
    "inscrito_id" => 2496
    "titulo" => """
      CIRURGIA METABÓLICA NO TRATAMENTO DE DIABETES MELLITUS TIPO 2: EFEITOS METABÓLICOS \r\n
      A CURTO E MÉDIO PRAZO
      """
    "resumo" => "Cirurgia metabólica é qualquer intervenção do tubo digestivo com a finalidade de controle do Diabetes Mellitus tipo 2, sendo cada vez mais utilizada no tratamento deste distúrbio. Nessa revisão da literatura, realizou-se pesquisa na Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando-se os descritores “Cirurgia Bariátrica” e “Diabetes Mellitus tipo 2”. Os resultados apontam que a rápida perda de peso e a melhora nos marcadores metabólicos no pós-cirúrgico decorrem não apenas da má-absorção intestinal, mas também da baixa ingesta calórica provocada pela redução do apetite e do desejo por alimentos com altos teores de carboidratos e lipídios. Ocorrem alterações nos hormônios intestinais que ativam os circuitos neurais entre fígado, músculos, adipócitos e pâncreas e regem a homeostase da glicose: a grelina diminui após o procedimento cirúrgico devido a uma disrupção vagal; o peptídeo YY após é estimulado e tem aumento sustentado por 12 meses. A resposta ao GLP-1 aumenta de 5 a 10 vezes após a cirurgia e há também aumento do GIP, incretinas que agem diretamente na atividade insulinotrópica. Após 15 dias já se percebe melhora da sensibilidade das células beta, e a sensibilidade à insulina aumenta gradualmente, de acordo com a perda de peso e de tecido adiposo.  A severa restrição calórica também é fator importante para o aumento da sensibilidade à insulina das células beta. Estes resultados comprovam a importância da incorporação e divulgação da cirurgia como tratamento de distúrbios metabólicos associados à obesidade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-01: Medicina"
    "palavra_chave" => "DIABETES MELLITUS, CIRURGIA METABÓLICA, ENDOCRINOLOGIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA1_ID2496_21052018194302.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATHALIA AMORIM WANDENKOLK VIEIRA"
    "autor_nome_curto" => "NATHALIA WANDENKOLK"
    "autor_email" => "nathalia.awv@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 40889
    "edicao_id" => 88
    "trabalho_id" => 732
    "inscrito_id" => 2496
    "titulo" => """
      CIRURGIA METABÓLICA NO TRATAMENTO DE DIABETES MELLITUS TIPO 2: EFEITOS METABÓLICOS \r\n
      A CURTO E MÉDIO PRAZO
      """
    "resumo" => "Cirurgia metabólica é qualquer intervenção do tubo digestivo com a finalidade de controle do Diabetes Mellitus tipo 2, sendo cada vez mais utilizada no tratamento deste distúrbio. Nessa revisão da literatura, realizou-se pesquisa na Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando-se os descritores “Cirurgia Bariátrica” e “Diabetes Mellitus tipo 2”. Os resultados apontam que a rápida perda de peso e a melhora nos marcadores metabólicos no pós-cirúrgico decorrem não apenas da má-absorção intestinal, mas também da baixa ingesta calórica provocada pela redução do apetite e do desejo por alimentos com altos teores de carboidratos e lipídios. Ocorrem alterações nos hormônios intestinais que ativam os circuitos neurais entre fígado, músculos, adipócitos e pâncreas e regem a homeostase da glicose: a grelina diminui após o procedimento cirúrgico devido a uma disrupção vagal; o peptídeo YY após é estimulado e tem aumento sustentado por 12 meses. A resposta ao GLP-1 aumenta de 5 a 10 vezes após a cirurgia e há também aumento do GIP, incretinas que agem diretamente na atividade insulinotrópica. Após 15 dias já se percebe melhora da sensibilidade das células beta, e a sensibilidade à insulina aumenta gradualmente, de acordo com a perda de peso e de tecido adiposo.  A severa restrição calórica também é fator importante para o aumento da sensibilidade à insulina das células beta. Estes resultados comprovam a importância da incorporação e divulgação da cirurgia como tratamento de distúrbios metabólicos associados à obesidade."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-01: Medicina"
    "palavra_chave" => "DIABETES MELLITUS, CIRURGIA METABÓLICA, ENDOCRINOLOGIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV108_MD1_SA1_ID2496_21052018194302.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:25"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:35:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATHALIA AMORIM WANDENKOLK VIEIRA"
    "autor_nome_curto" => "NATHALIA WANDENKOLK"
    "autor_email" => "nathalia.awv@gmail.com"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais III CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "III Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2018"
    "edicao_logo" => "5e4a0164e65af_16022020235844.png"
    "edicao_capa" => "5f1844cf3c5b5_22072020105319.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-06-13 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

Cirurgia metabólica é qualquer intervenção do tubo digestivo com a finalidade de controle do Diabetes Mellitus tipo 2, sendo cada vez mais utilizada no tratamento deste distúrbio. Nessa revisão da literatura, realizou-se pesquisa na Biblioteca Virtual em Saúde, utilizando-se os descritores “Cirurgia Bariátrica” e “Diabetes Mellitus tipo 2”. Os resultados apontam que a rápida perda de peso e a melhora nos marcadores metabólicos no pós-cirúrgico decorrem não apenas da má-absorção intestinal, mas também da baixa ingesta calórica provocada pela redução do apetite e do desejo por alimentos com altos teores de carboidratos e lipídios. Ocorrem alterações nos hormônios intestinais que ativam os circuitos neurais entre fígado, músculos, adipócitos e pâncreas e regem a homeostase da glicose: a grelina diminui após o procedimento cirúrgico devido a uma disrupção vagal; o peptídeo YY após é estimulado e tem aumento sustentado por 12 meses. A resposta ao GLP-1 aumenta de 5 a 10 vezes após a cirurgia e há também aumento do GIP, incretinas que agem diretamente na atividade insulinotrópica. Após 15 dias já se percebe melhora da sensibilidade das células beta, e a sensibilidade à insulina aumenta gradualmente, de acordo com a perda de peso e de tecido adiposo. A severa restrição calórica também é fator importante para o aumento da sensibilidade à insulina das células beta. Estes resultados comprovam a importância da incorporação e divulgação da cirurgia como tratamento de distúrbios metabólicos associados à obesidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.