Artigo Anais III CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

Visualizações: 252
A AÇÃO MULTIPROFISSIONAL NA CONSCIENTIZAÇÃO DE CRIANÇAS SOBRE O COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Palavra-chaves: SAÚDE COLETIVA, EDUCAÇÃO EM SAÚDE, PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA, ARBOIROSES Pôster (PO) AT-07: Saúde Coletiva Publicado em 13 de junho de 2018

Resumo

As arboviroses vêm ganhando cada vez mais evidencia nos últimos anos devido ao alto numero de registros de pessoas acometidas por alguma dessas patologias. Considerando que cada uma delas pode levar a quadros extremamente graves. Dentre as ações de estimulo a prevenção e combate a proliferação do mosquito o Programa Saúde na Escola (PSE) surge como um elo entre as praticas escolares e parcerias com profissionais de saúde para que atuem nas atividades de combate ao aedes aegypti. Assim este trabalho tem como objetivo conscientizar crianças sobre a importância do combate a proliferação do mosquit, transmissor de doenças como dengue, febre chikungunya e zika vírus, assim como o modo correto como cada um pode participar. Relata a experiência vivida por alunos da pós-graduação na modalidade residência multiprofissional da escola Multicampi de Ciências Medicas do Rio Grande do Norte. Este trabalho trata-se de um estudo descritivo, do tipo relato de experiência referente a ação realizada em abril de 2018 na Escola Municipal Francisco Leones Gomes de Assis, localizada na rua Ceará, bairro Santa Maria Gorete, município de Currais Novos no estado do Rio Grande do Norte. Foram elaboradas ações educativas que visavam conscientizar os alunos das ações de prevenção ao surgimento do mosquito aedes aegypti, assim como métodos simples que podem contribuir para o combate a proliferação desse mosquito. Foi escolhida para desenvolver as ações a Escola Municipal Francisco Leones Gomes de Assis, localizada na rua Ceará, bairro Santa Maria Gorete, município de Currais Novos no estado do Rio Grande do Norte. Os alunos que participaram das atividades contemplavam desde o 1° ao 5° anos do ensino fundamental divididos em dois horários, matutino e vespertino num total de 204 alunos. Houve uma participação bastante efetiva dos alunos durante a roda de conversa, vários relatos onde eles presenciaram os sintomas das arboviroses em pessoas próximas e isso fazia com que elas se sentissem preocupadas com essas pessoas, isso servia de estimulo a apreender modos de ajudar para que isso não ocorresse mais, mostrando a importância de fazer ligações entre o conteúdo abordado e a realidade de quem houve para que deixe mais claro a importância daquela atividade na sua vida. Ao final das ações era realizada uma nova roda de conversa onde eles falavam sobre o que aprenderam naquela atividade e o que mais chamou atenção foi o reconhecimento de alguns alunos quanto a necessidade de jogar o lixo das refeições no local adequado, pois eles perceberam que os mosquitos estavam sempre em recipientes de comida, e que era comum na escola encontrar vários desses recipientes por todo terreno da escola e o quanto isso era propicio ao surgimento de mais mosquitos. Durante toda a preparação para esta ação e sua consequente execução ficou evidenciado que a localidade entende a necessidade de ações educativas sobre a temática e que de fato elas podem ser agentes transformadores da realidade da comunidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.