Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 235
SISTEMA MONETÁRIO BRASILEIRO: O USO DE ATIVIDADES LÚDICAS COMO FERRAMENTA FACILITADORA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, ATIVIDADES LÚDICAS, SISTEMA MONETÁRIO Pôster (PO) GT 13 - Educação Matemática Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Este trabalho foi pensado a partir de uma proposta curricular referente ao 5° ano do ensino fundamental elaborada para cumprir com as exigências da disciplina de prática V, do curso de licenciatura em matemática, da Universidade de Pernambuco – Campus Garanhuns, no período letivo de 2017.1. Abordando o sistema monetário brasileiro, sua finalidade é mostrar a importância das atividades lúdicas no processo de ensino aprendizagem, pois, através delas, os alunos tornam-se capazes de formar conceitos, selecionar ideias, estabelecer relações lógicas, integrar percepções e se socializar. A ligação das atividades lúdicas com a aprendizagem proporciona o estabelecimento de relações cognitivas, simbólicas e produções culturais, tendo em vista que elas despertam nos alunos um sentimento eufórico e de entusiasmo, estimulando seu interesse por aquilo que lhe está sendo ensinado. Conforme os estudos realizados por Silva (2004), o lúdico não se limita apenas à diversão/recreação, este pode ser utilizado como elemento educativo, permitindo ao ser humano aprender de forma descontraída. Assim, uma maneira de tornar as aulas mais atrativas é inserindo atividades lúdicas, onde o aluno se diverte ao mesmo tempo em que está aprendendo, pois quando o professor insere na aula teórica uma atividade lúdica, ele está facilitando a aprendizagem, pois está associando o ato de aprender a algo agradável. Isto é, trazer o lúdico para a sala de aula, faz com que os resultados obtidos no processo de ensino e aprendizagem sejam mais satisfatórios do que quando o conteúdo matemático é abordado de modo tradicional, pois a matemática é uma disciplina que permeia toda vida escolar do aluno, além de estar presente em várias situações cotidianas, assim, de maneira mais simples, a brincadeira funciona como um recurso facilitador da compreensão espontânea dos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.