Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 233
REFLETINDO A AVALIAÇÃO E (RE)PENSANDO MODELOS ALTERNATIVOS PARA ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECÍFICAS

Palavra-chaves: AVALIAÇÃO, NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECÍFICAS, MODELOS ALTERNATIVOS Comunicação Oral (CO) GT 10 - Educação Especial Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O trabalho Refletindo a Avaliação e (re)pensando modelos Alternativos para Alunos com Necessidades Educativas Específicas, busca refletir sobre o processo de avaliação do ensino brasileiro, em especial sobre a avaliação de aprendizagem para alunos com deficiência. As discussões sobre a educação inclusiva nas escolas brasileiras é um tema que tem gerado reflexões relevantes, em todos os campos do processo ensino aprendizagem. Neste trabalho fizemos uma pesquisa bibliográfica, de caráter descritivo, com a finalidade de pensar novos meios para o processo avaliativo e de adaptação curricular aplicado aos alunos com Necessidades Educativas Especiais, analisando também quais legislações dão subsídios aos docentes e equipe escolar. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, se configura de caráter descritivo com a finalidade de identificar possibilidades relevantes ao tema presentes na literatura. Para esta pesquisa bibliográfica foram consultadas literaturas relativas ao tema do estudo, bem como publicações científicas, artigos publicados na internet, que possibilitaram que este trabalho tomasse forma para ser fundamentado. Os aspectos qualitativos descritos na LDB nos indicam a relevância da avaliação diante do crescimento do estudante, não apenas em eventos isolados como provas objetivas, mas sim a evolução deste aprendente diante dos objetivos propostos adaptados. O caráter quantitativo ainda prevalece como principal meio avaliativo e as provas objetivas como principal instrumento, revelando um caráter tradicionalista no processo de avaliação. Assim, percebemos que as escolas inclusivas precisam refletir mais sobre os instrumentos de avaliação que possam melhorar o processo de aprendizagem dos alunos com deficiência, para que os mesmos tenham condições de mostrar suas habilidades e potencialidades como aprendentes de uma escola que inclui e respeita as diferenças.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.