Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 246
PROJETO DE EXTENSÃO ADOLESCER: REFLETINDO SOBRE O PRECONCEITO E SUA INFLUÊNCIA NA IDENTIDADE JOVEM

Palavra-chaves: ADOLESCENTE, PRECONCEITO, FORMAÇÃO DE CONCEITOS Pôster (PO) GT 17 – Ensino e suas interseções Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O presente trabalho teve por objetivo relatar a experiência desenvolvida através de uma ação sobre a compreensão de tipos e formas de preconceito e seu papel na formação de conceitos da identidade do jovem. A ação faz parte das áreas estratégicas do projeto de extensão “Adolescer: aprendendo a ser um adolescente saudável numa abordagem interdisciplinar”, realizado em uma escola estadual, localizada no município de Vitória de Santo Antão – PE. O projeto está vinculado ao Centro Acadêmico de Vitória – UFPE, tendo os adolescentes como seu principal alvo. As atividades de ações educativas pelo projeto são realizadas de modo inter e multidisciplinar com a participação dos graduandos de diversos cursos e professores da referida instituição. Percebendo a escola como um espaço de grande importância para o desenvolvimento da identidade se faz necessário abordagens para o desenvolvimento de posturas saudáveis. Neste relato de experiência a ação teve por temática “Preconceito” sendo elaborada por discentes de Licenciatura em Ciências Biológicas e Educação Física, e foi dividida em três momentos onde o tema foi abordado enfatizando suas características, tipos, causas e consequências, através de diferentes dinâmicas e reflexões. Nos diferentes momentos propostos houve a participação ativa dos educandos. A ação de modo geral foi eficaz e atingiu os objetivos propostos. O tema, apesar de polêmico e delicado, foi tratado durante toda a ação com questionamentos que fizeram os alunos refletirem sobre suas ações. Muitos puderam perceber o tema da ação antes que esse fosse revelado pelos mediadores do projeto, e a explanação do tema pelos mediadores fez com que os alunos pudessem compreender melhor a temática. Nesse contexto, constatou-se que os alunos puderam refletir sobre suas ações e compreender melhor os tipos e formas de preconceito, tendo assim, a oportunidade de repensar suas práticas, caso estas sejam ou possam vir a ser preconceituosas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.