Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

NÍVEL DE INSTRUÇÃO E TRABALHO INFORMAL: O PERFIL DAS PESSOAS OCUPADAS EM JOÃO PESSOA– PB.

Palavra-chaves: NÍVEL DE INSTRUÇÃO, TRABALHO, INFORMALIDADE, SHOPPING TERCEIRÃO-JP Comunicação Oral (CO) GT 12 - Educação de Pessoas Jovens e Adultas Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

O objetivo principal do artigo é analisar o nível de instrução das pessoas ocupadas e sua relação com o trabalho informal no município de João pessoa-PB. O trabalho informal é um fenômeno que se expandiu em todas as cidades como consequência do modelo de desenvolvimento capitalista que não consegue manter todas as pessoas inseridas nas condições formais de trabalho. Por outro lado, também explicita o baixo nível de educação formal e instrução profissional das pessoas que buscam alternativas de geração de emprego e renda, caracterizando um grave problema social. Como recurso metodológico, foi necessária a busca de dados secundários em instituições de pesquisa oficiais, especialmente no IBGE, para ilustrar as condições gerais de instrução das pessoas no mercado de trabalho em João Pessoa, relacionando-o com o setor informal. Além disso, utilizou-se a pesquisa direta de campo para investigar a percepção de trabalhadores e comerciantes que atuam no Shopping Popular Terceirão em João Pessoa, buscando investigar as condições do trabalho presente nesse espaço de comércio e serviços. Para apreender a configuração do trabalho no Shopping Terceirão, foram levadas em consideração variáveis como: instrução, idade, estado civil, gênero, rendimento, carteira de trabalho e contribuição para a previdência social. Conforme a pesquisa indicou, é possível destacar que parte das pessoas que desempenham funções no comércio nas dependências do Shopping Terceirão apresentam fragilidades no nível de instrução, com concentração no ensino médio, e estão em situação de trabalho precário ou informal, tendo em vista as extensas jornadas de trabalho e a ausência de direitos sociais do trabalho.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.