Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

CLUBE DE CIÊNCIAS COMO ESPAÇO PARA REPENSAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO: LIMITES, DESAFIOS E POSSIBILIDADES

Palavra-chaves: CONHECIMENTO, DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA, ENSINO MÉDIO Comunicação Oral (CO) GT 16 – Ensino de Ciências Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

A sociedade vive um período intenso de mudanças, em que a constante adoção de tecnologias tem seu rumo cada vez mais ligado à ciência: nossas moradias, transportes, comunicações, lazer e cultura. Enfim, todos os pilares do nosso cotidiano estão embasados no acúmulo de contribuições de gerações de pesquisadores que colaboraram para o desenvolvimento do conhecimento. Passamos anos estudando esses fundamentos e princípios na Educação Básica. No entanto, ao se tratar do universo escolar, os estudantes raramente têm acesso ao conhecimento sobre como os conteúdos estudados foram, historicamente, produzidos no curso da evolução científica. Com o intuito de possibilitar esse acesso aos estudantes da Educação Básica, o subprojeto do PIBID de Física da FECLI está promovendo a criação de um Clube de Ciências na E.E.M Governador Adauto Bezerra, na cidade de Iguatu-CE, para que os alunos possam, através de suas próprias iniciativas e com o auxílio dos bolsistas, buscar maior proximidade aos conteúdos científicos e conhecer os processos e contextos sócio-históricos de sua produção, de forma a ter seu interesse intensificado pela ciência. A proposta é a de que o Clube de Ciências seja um espaço aberto, onde alunos de todas as séries possam estudar os assuntos que lhes despertam curiosidade. Para nos aproximarmos dos interesses de estudo da comunidade discente e realizarmos o planejamento das atividades a serem vivenciadas no Clube, elaboramos um questionário de sondagem, o qual será respondido pelos alunos que desejem participar dessa proposta. As leituras e pesquisas dos bolsistas, bem como a condução das atividades, terão como ponto de partida os anseios dos respondentes sinalizados no questionário, sempre buscando inovar a forma de abordar os temas. Já temos algumas atividades em vista para desenvolver, dentre elas: um campeonato de xadrez e dama, uma competição de pontes de macarrão, lançamento de foguetes, um mural da Ciência e trabalhos voltados para arte, de modo geral, como: cordel, música, teatro, dança e etc. Além de relacionar o conteúdo abordado em sala de aula com o dia-a-dia, o Clube poderá possibilitar a oportunidade de os estudantes explorarem e desenvolverem habilidades individuais e coletivas, no contexto do ensino e aprendizagem de ciências. Como a proposta do Clube é trabalhar o ensino de ciências, de forma dinâmica, interativa e diferenciada do ensino formal, esperamos que essa ação desperte o interesse dos alunos e ainda proporcione práticas de ensino interdisciplinares, uma vez que essa proposta envolve aspectos de diferentes áreas, como a Física, a Química e a Biologia, integrando e articulando a escola como um todo. O Clube de Ciências, assim, se apresenta como uma iniciativa que, enquanto futuros professores, comprometidos com a qualidade do ensino de ciências, temos buscado materializar. Temos clareza dos desafios que assumimos, bem como das limitações as quais o cotidiano escolar está sujeito, por isso, o Clube é uma tentativa ou alternativa, que se agrega a tantas outras, de possibilitar a liberdade para aprender, distanciando-se da aparência de qualquer excesso de formalismo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.