Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

JANE EYRE EM SALA DE AULA: UMA EXPERIÊNCIA DESCOLONIZADORA

Palavra-chaves: JANE EYRE, SEQUÊNCIA BÁSICA, LETRAMENTO LITERÁRIO Comunicação Oral (CO) GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização
"2017-12-19 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 37265
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4368
    "inscrito_id" => 10172
    "titulo" => """
      JANE EYRE EM SALA DE AULA:  \r\n
      UMA EXPERIÊNCIA DESCOLONIZADORA
      """
    "resumo" => "Resumo: Discute-se bastante, no atual contexto educacional, o fato de que muitos alunos ainda não consolidaram o gosto pela leitura, não leem com proficiência muitos dos textos com os quais se deparam e não se posicionam criticamente diante dos mesmos. Concomitante a essa discussão, nós, professores da Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Presidente Geisel, do município de Juazeiro do Norte – CE temos preconizado alternativas metodológicas para guiar o trabalho em sala de aula, visando (re)significar o contexto da ação docente, com vistas a formação leitora do aluno. Diante disso, apresentamos o presente relato, que é fruto de uma experiência vivida nas turmas de ensino médio da referida escola e sustentou-se na proposta de sequência básica (SB) criada por Cosson (2014). A sequência básica aconteceu durante o primeiro semestre do ano letivo de 2017 e teve como obra norteadora a versão infanto-juvenil do romance inglês Jane Eyre, de Charlotte Brontë. A escolha da obra, que pertence ao gênero Bildungsroman justificou-se pelo potencial do texto para discussão acerca da mulher emancipada, a frente do seu tempo. Além do viés feminista, a obra condiciona uma reflexão acerca da raça humana, podendo ser inserida na perspectiva da crítica póscolonialista, uma vez que percebemos, através das personagens Bertha Mason, – a jamaicana - e Jane Eyre, a narradora inglesa, indícios de superioridade da raça branca sobre qualquer outra raça. Tais discussões proporcionaram, a todos os envolvidos, um “descortinamento” da visão colonizada que ainda apresentamos, além de contribuir para o letramento literário."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização"
    "palavra_chave" => "JANE EYRE, SEQUÊNCIA BÁSICA, LETRAMENTO LITERÁRIO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA8_ID10172_16102017210512.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MONICA LEITE DA NOBREGA"
    "autor_nome_curto" => "MONICA NOBREGA"
    "autor_email" => "moniknobrega@yahoo.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 37265
    "edicao_id" => 77
    "trabalho_id" => 4368
    "inscrito_id" => 10172
    "titulo" => """
      JANE EYRE EM SALA DE AULA:  \r\n
      UMA EXPERIÊNCIA DESCOLONIZADORA
      """
    "resumo" => "Resumo: Discute-se bastante, no atual contexto educacional, o fato de que muitos alunos ainda não consolidaram o gosto pela leitura, não leem com proficiência muitos dos textos com os quais se deparam e não se posicionam criticamente diante dos mesmos. Concomitante a essa discussão, nós, professores da Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Presidente Geisel, do município de Juazeiro do Norte – CE temos preconizado alternativas metodológicas para guiar o trabalho em sala de aula, visando (re)significar o contexto da ação docente, com vistas a formação leitora do aluno. Diante disso, apresentamos o presente relato, que é fruto de uma experiência vivida nas turmas de ensino médio da referida escola e sustentou-se na proposta de sequência básica (SB) criada por Cosson (2014). A sequência básica aconteceu durante o primeiro semestre do ano letivo de 2017 e teve como obra norteadora a versão infanto-juvenil do romance inglês Jane Eyre, de Charlotte Brontë. A escolha da obra, que pertence ao gênero Bildungsroman justificou-se pelo potencial do texto para discussão acerca da mulher emancipada, a frente do seu tempo. Além do viés feminista, a obra condiciona uma reflexão acerca da raça humana, podendo ser inserida na perspectiva da crítica póscolonialista, uma vez que percebemos, através das personagens Bertha Mason, – a jamaicana - e Jane Eyre, a narradora inglesa, indícios de superioridade da raça branca sobre qualquer outra raça. Tais discussões proporcionaram, a todos os envolvidos, um “descortinamento” da visão colonizada que ainda apresentamos, além de contribuir para o letramento literário."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT 08 - Linguagens, Letramento e Alfabetização"
    "palavra_chave" => "JANE EYRE, SEQUÊNCIA BÁSICA, LETRAMENTO LITERÁRIO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV073_MD1_SA8_ID10172_16102017210512.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:22"
    "updated_at" => "2020-06-10 11:28:08"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MONICA LEITE DA NOBREGA"
    "autor_nome_curto" => "MONICA NOBREGA"
    "autor_email" => "moniknobrega@yahoo.com.br"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE (UFCG)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-conedu"
    "edicao_nome" => "Anais IV CONEDU"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Nacional de Educação"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conedu/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a048a72ec9_17022020001210.jpg"
    "edicao_capa" => "5f18486b9c352_22072020110843.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-12-19 23:00:00"
    "publicacao_id" => 19
    "publicacao_nome" => "Anais CONEDU"
    "publicacao_codigo" => "2358-8829"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 19 de dezembro de 2017

Resumo

Resumo: Discute-se bastante, no atual contexto educacional, o fato de que muitos alunos ainda não consolidaram o gosto pela leitura, não leem com proficiência muitos dos textos com os quais se deparam e não se posicionam criticamente diante dos mesmos. Concomitante a essa discussão, nós, professores da Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral Presidente Geisel, do município de Juazeiro do Norte – CE temos preconizado alternativas metodológicas para guiar o trabalho em sala de aula, visando (re)significar o contexto da ação docente, com vistas a formação leitora do aluno. Diante disso, apresentamos o presente relato, que é fruto de uma experiência vivida nas turmas de ensino médio da referida escola e sustentou-se na proposta de sequência básica (SB) criada por Cosson (2014). A sequência básica aconteceu durante o primeiro semestre do ano letivo de 2017 e teve como obra norteadora a versão infanto-juvenil do romance inglês Jane Eyre, de Charlotte Brontë. A escolha da obra, que pertence ao gênero Bildungsroman justificou-se pelo potencial do texto para discussão acerca da mulher emancipada, a frente do seu tempo. Além do viés feminista, a obra condiciona uma reflexão acerca da raça humana, podendo ser inserida na perspectiva da crítica póscolonialista, uma vez que percebemos, através das personagens Bertha Mason, – a jamaicana - e Jane Eyre, a narradora inglesa, indícios de superioridade da raça branca sobre qualquer outra raça. Tais discussões proporcionaram, a todos os envolvidos, um “descortinamento” da visão colonizada que ainda apresentamos, além de contribuir para o letramento literário.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.