Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 253
CRIANÇA E A LEGISLAÇÃO CONSTITUCIONAL: DIREITO A UM EDUCADOR COM PERFIL ESPECÍFICO

Palavra-chaves: EDUCAÇÃO INFANTIL, PERFIL DA PROFESSORA, CRIANÇA, DIREITOS Comunicação Oral (CO) GT 09 - Educação Infantil Publicado em 20 de dezembro de 2017

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo discutir sobre o perfil da professora que atua na Educação Infantil. As reflexões acerca do tema surgiram em reuniões do Conselho Municipal de Educação (CME) de Mossoró/RN, quando nas suas pautas abordou questões referentes à prática docente, requisitos e competências básicas para atuação do docente. Parte do pressuposto de que o professor precisa favorecer o desenvolvimento e a aprendizagem da criança, mediando experiências diversificadas, enriquecedoras fortalecendo a auto-estima delas. Teóricos relevantes que discutem a criança e a infância, assim como a legislação vigente fundamentam esta pesquisa. Realizou-se visitas in loco em dez Unidades de Educação Infantil – UEIs, que oferecem creche e pré-escola, oportunidade em que realizamos um encontro formativo denominado “Ciranda” com o fim de reunir profissionais das Unidades de Educação Infantil da rede municipal para dialogar sobre o tema. Como resultado, o Conselho Municipal de Educação de Mossoró aprovou e a Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, publicou a Resolução Nº 03/2017 – CME, em 04 de abril de 2017. O documento trata do perfil e as competências para o professor da Educação Infantil da Rede Municipal de Ensino de Mossoró. Considera-se que os professores precisam estar dispostos a valorizar as brincadeiras e as interações como pré-requisitos da sua prática, oferecendo assim oportunidades de aprendizagens diversificadas, enriquecedoras que contribuam para o pleno desenvolvimento da criança. Portanto, é indispensável que o professor da Educação Infantil seja criterioso ao planejar, selecionar e organizar atividades, materiais e brincadeiras que serão utilizados na rotina diária com as crianças. Igualmente, o professor deverá projetar os espaços e os tempos pedagógicos, assim como adequar os conteúdos e as atividades às brincadeiras realizadas. Em suma, considera-se que, na Educação Infantil, o professor precisa ser aquele profissional que deve ter em suas competências a dimensão de oportunizar as crianças momentos de ampliação de experiências com acesso e apropriação de aprendizagens, com foco na incentivação da sua autonomia, com ações no cuidado pessoal, saúde e bem estar, associadas com o educar, cuidar e brincar, incluindo todas as crianças sem distinções, condição importante e essencial que deverá constar na sua prática diária.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.