Artigo Anais CONBRALE

ANAIS de Evento

ISSN: 2594-5017

Visualizações: 214
A FORÇA PERSUASIVA DA “INFORMATIVIDADE EXPERIENCIAL” EM ARTIGOS DE OPINIÃO

Palavra-chaves: INFORMATIVIDADE, ARTIGO DE OPINIÃO, OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA, ENSINO Comunicação Oral (CO) ET 06 - TEORIAS, PRÁTICAS E PROPOSTAS DE ORIENTAÇÃO DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS

Resumo

A informatividade, aliada aos demais fatores de textualidade (a coesão, a coerência, a aceitabilidade, a intertextualidade, a intencionalidade e a situacionalidade), constitui-se como um importante elemento para efetiva concretização de texto inteligível. No gênero textual artigo de opinião, ela figura como um fator de argumentação indispensável para principal função social desse referido gênero de texto, qual seja a de convencer o leitor, via argumentos, via informações, via dados numéricos etc., sobre um dado ponto de vista defendido pelo autor do texto. Dessa maneira, o presente artigo demonstra que a informatividade tem relevância para a “força” persuasiva dos artigos opinativos de alunos do Ensino Médio, que foram produzidos durante a “Olimpíada de Língua Portuguesa Construindo o Futuro”, promovida pelo MEC e pela Fundação Itaú Cultural no ano de 2008. Além disso, demonstramos que essa mesma informatividade é oriunda, na maioria dos casos, do contexto extralinguístico/situacional do produtor textual, e não apenas do co-texto intertextual oferecido no ato da produção dos referidos artigos opinativos da Olimpíada de Língua Portuguesa. Nosso embasamento teórico pauta-se, principalmente, nas leituras Costa Val (1999), Koch (2001 e 2002), Bräkling (2000), Rodrigues (2000) e Gagliardi e Amaral (2008).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.