Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

TRABALHANDO OS GÊNEROS ORAIS EM LÍNGUA PORTUGUESA: ANÁLISES DE ATIVIDADES PROPOSTAS PELO LIVRO DIDÁTICO DA REDE MUNICIPAL DE MOSSORÓ

Palavra-chaves: GÊNEROS ORAIS, LIVRO DIDÁTICO, ORALIDADE Comunicação Oral (CO) GT16-GÊNEROS DISCURSIVO E/OU TEXTUAL: ENSINO/APRENDIZAGEM Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

A oralidade sempre fez parte da civilização contemporânea e está presente em quase todas as práticas sociais. Sendo assim, o estudo da oralidade em sala de aula é significativo. Por isso, partimos da seguinte problemática: de que forma os livros didáticos apresentam atividades com os gêneros orais? Assim, este trabalho objetiva analisar os gêneros orais abordados nas atividades propostas pelos livros didáticos de Língua Portuguesa. Para tanto, atualizamos a discussão teórica sobre gêneros textuais e sua articulação com a expressão oral e escrita, os estudos que envolvem o ensino da oralidade e sua relevância para o ensino de língua materna. Este estudo fundamentou-se nas propostas de Marcuschi (2003; 2008), Schneuwly e Dolz (2004), Gomes (2007), Pontes e Costa (2008), McCafrrey (1999). Buscamos, ainda, para ressaltar a importância dessa temática, situar a discussão conforme a proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa (BRASIL, 1998) para o ensino com os gêneros orais. O corpus da pesquisa constitui-se por dois recortes de atividades com os gêneros orais presentes nos livros didáticos da coleção “Projeto Teláris- Português”, do 6º e 7º ano do ensino fundamental. Como procedimento de análise, fizemos a apresentação da estrutura do livro didático escolhido e o levantamento dos gêneros orais abordados em cada um como proposta de atividade. Assim, este trabalho contribui de forma efetiva para a reflexão do ensino da oralidade nas práticas escolares na perspectiva de formar leitores e falantes para fins comunicativos na modalidade oral, pois verificamos que as atividades fazem despertar para a dinamicidade da língua e de assuntos polêmicos que circulam na sociedade, além de evitar problemas causados pelo medo da exposição os quais podem transformar o modo de falar, no sentido de uma consciência mais ampla de seu comportamento de linguagem em todos os níveis como: escolha de palavras, adaptação ao público alvo, colocação da voz e organização do conteúdo, pois ao longo das atividades são propostas aos alunos regras de estruturação de um texto, formas individuais de argumentar e material adequado a ser utilizado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.