Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 189
HERANÇAS DO MODERNISMO: UMA EXPERIÊNCIA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM TORNO DA LITERATURA

Palavra-chaves: ENSINO DE LITERATURA, LETRAMENTO LITERÁRIO, SEQUÊNCIA DIDÁTICA Comunicação Oral (CO) GT18-LITERATURA NA ESCOLA: ENSINO E PESQUISA Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Discussões e reflexões apontam para a necessidade de investigação sobre o modo como a Literatura tem sido vista em sala de aula. Em muitos casos, as abordagens utilizadas estão pautadas na historiografia da época, isto é, memorização de datas, características e biografias, situação essa observada nos materiais didáticos utilizados e na postura dos professores. Esse fator nos traz resultados insatisfatórios, isso porque vê-se a necessidade da atração do aluno da educação básica ao universo literário. Desse modo, cabe-nos refletir sobre o problema e apontar soluções possíveis para a mudança de tal realidade, pensando nisso, o presente artigo visa debater questões em torno do letramento literário, fundamentadas na experiência do trabalho com a sequência didática (SD): “Heranças do modernismo: Os Andrades e C&A”. A abordagem utilizada, na produção e execução dessa SD, buscara desmistificar a noção de rompimento brusco de uma escola e/ou manifestação literária para outra, considerando, principalmente, o poema como ponto de partida e de encontro de diferentes autores. Utilizou-se um procedimento teórico-prático, baseado em um referencial para elaboração da SD e, posteriormente, para análise dos resultados alcançados, envolvendo, autores como Rouxel (2013), Maria (2008), Paulino; Cosson (2009). O modo de olhar diferenciado na execução do estágio corroborou para uma experiência de aprendizado, tanto para os alunos do 3º ano do ensino Médio da Escola Estadual Raul Córdula, como também para os professores estagiários. A elaboração e os resultados alcançados mostraram-nos que é possível o desenvolvimento de um planejamento didático-pedagógico que quebre com o “padrão” estabelecido no tratamento da Literatura, visto que ao utilizarmos ideias-forças de cada autor e a partir do gênero literário, pudemos observar o projeto estético visado, colaborando, pois, para uma resposta satisfatória da turma, assim como uma postura diferenciada do professor frente ao texto, demonstrando a importância e como torna-se um diferencial ter professores leitores e estimuladores do debate em sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.