Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 274
LITERATURA DE CORDEL: POSSIBILIDADES DE LEITURAS EM COMPONENTES CURRICULARES.

Palavra-chaves: MULTILETRAMENTOS, CULTURA POPULAR, CURRÍCULO, DOCÊNCIA Comunicação Oral (CO) GT12-MULTILETRAMENTOS NAS CULTURAS POPULARES Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Esse estudo está comprometido com uma análise comparativa entre os Parâmetros Curriculares do Ensino Médio (2000), e as Matrizes de Referência para o Ensino Médio (2003), no tocante aos componentes de Língua Portuguesa e Química, seguindo a ótica da pesquisa documental “Cellard” (2008). Esta empreitada verificou o papel da leitura por meio do conceito de Multiletramentos que se deu através das interfaces das áreas supracitadas. Uma vez que estas comumente ou não dialogam, ou isto ocorre de modo insuficiente sobre a interdisciplinaridade como uma possibilidade docente, o que fragmenta, reitera a conhecida disciplinarização e afasta o papel pragmático quanto o desenvolvimento de habilidades, bem como a reflexão sobre competências necessárias para assistir os discentes. O corpus de texto utilizado foram 2 livretos comuns à Literatura de Cordel. Quanto à metodologia, seguiu-se a formulada por Bardin (2011), Análise de Conteúdo. Isto para que a perspectiva do Letramento tecida por “Cosson” ( 2014 ), pudesse receber uma transposição didático-prática, com estudantes da 1º série do Ensino Médio regular, com um total de 48 estudantes, na escola Estadual Ministro Jarbas Passarinho, situada em Camaragibe - PE, no período de outubro a novembro de 2016. Assim, fora possível um estudo de caso com abordagem qualitativa “Laperriere” (2008, p. 411). Transcorrido o estudo, planejamento e a prática docente foi possível perceber a efetividade decorrente de uma prática de ensino fundada no conceito de currículo integrado. Uma vez que os assistidos atingiram a proficiência da leitura por meio da significação e compreensão dos textos trabalhados.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.