Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA: UM TRABALHO COM O GÊNERO DISCURSIVO RECEITA CULINÁRIA

Palavra-chaves: GÊNEROS DISCURSIVOS, PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA, SEQUÊNCIA DIDÁTICA Comunicação Oral (CO) GT14-ESTUDOS DE LÍNGUA INGLESA E FORMAÇÃO DOCENTE
"2017-04-27 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 27617
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 391
    "inscrito_id" => 1237
    "titulo" => "PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA: UM TRABALHO COM O GÊNERO DISCURSIVO RECEITA CULINÁRIA"
    "resumo" => "Resumo: A discussão apresentada neste artigo integra a pesquisa desenvolvida no projeto intitulado Fanatics for Phonetics: Sequências Didáticas no Ensino da Pronúncia de Língua Inglesa nas Escolas Públicas, Cota 2016-2017, inscrito no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). O objetivo do referido projeto é trabalhar o uso de gêneros discursivos, por meio de sequências didáticas (SD) no ensino de pronúncia de língua inglesa. Nosso entendimento é que o ensino de língua inglesa precisa abandonar o uso de palavras ou frases desconectadas para a abordagem de estruturas morfológicas e sintáticas. O desenvolvimento de uma competência linguística está ligado à utilização da língua em atividades reais de interação social. Para o interacionismo sociodiscursivo (ISD), o processo de socialização é indissociável do desenvolvimento humano e, consequentemente, do desenvolvimento linguístico. Nós compreendemos que o trabalho com os gêneros discursivos no contexto de ensino de língua estrangeira ainda não constitui uma rotina na sala de aula de língua inglesa, por isso, justificamos a importância do nosso trabalho. Desta forma, apresentamos uma proposta de SD na qual trabalhamos o gênero discursivo receita culinária, aplicada numa turma de 7º ano do ensino fundamental de uma escola particular, localizada na cidade de Cruz do Espírito Santo-PB. Através do gênero discursivo receita culinária foi possível abordar os sons vocálicos do inglês norte americano (North American English - NAE) através de jogos e atividades que promoveram a interação dos(as) alunos(as) com a mediação da professora. Foi possível chamar a atenção para as diferenças entre as vogais ortográficas, as vogais do NAE e do sistema sonoro do português brasileiro. Como orientação e embasamento teórico deste trabalho nós utilizamos Bronckart (2006), Schneuwly & Dolz (2004) e Celce-Murcia, Brinton & Goodwin (2010), que irão nos dar respaldo sobre os gêneros discursivos no ensino da língua inglesa e a pronúncia a dos sons vocálicos do NAE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT14-ESTUDOS DE LÍNGUA INGLESA E FORMAÇÃO DOCENTE"
    "palavra_chave" => "GÊNEROS DISCURSIVOS, PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA, SEQUÊNCIA DIDÁTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA14_ID1237_15032017202057.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BRUNA SOUSA DE MELO"
    "autor_nome_curto" => "BRUNA MELO"
    "autor_email" => "bruna1996melo@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 27617
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 391
    "inscrito_id" => 1237
    "titulo" => "PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA: UM TRABALHO COM O GÊNERO DISCURSIVO RECEITA CULINÁRIA"
    "resumo" => "Resumo: A discussão apresentada neste artigo integra a pesquisa desenvolvida no projeto intitulado Fanatics for Phonetics: Sequências Didáticas no Ensino da Pronúncia de Língua Inglesa nas Escolas Públicas, Cota 2016-2017, inscrito no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). O objetivo do referido projeto é trabalhar o uso de gêneros discursivos, por meio de sequências didáticas (SD) no ensino de pronúncia de língua inglesa. Nosso entendimento é que o ensino de língua inglesa precisa abandonar o uso de palavras ou frases desconectadas para a abordagem de estruturas morfológicas e sintáticas. O desenvolvimento de uma competência linguística está ligado à utilização da língua em atividades reais de interação social. Para o interacionismo sociodiscursivo (ISD), o processo de socialização é indissociável do desenvolvimento humano e, consequentemente, do desenvolvimento linguístico. Nós compreendemos que o trabalho com os gêneros discursivos no contexto de ensino de língua estrangeira ainda não constitui uma rotina na sala de aula de língua inglesa, por isso, justificamos a importância do nosso trabalho. Desta forma, apresentamos uma proposta de SD na qual trabalhamos o gênero discursivo receita culinária, aplicada numa turma de 7º ano do ensino fundamental de uma escola particular, localizada na cidade de Cruz do Espírito Santo-PB. Através do gênero discursivo receita culinária foi possível abordar os sons vocálicos do inglês norte americano (North American English - NAE) através de jogos e atividades que promoveram a interação dos(as) alunos(as) com a mediação da professora. Foi possível chamar a atenção para as diferenças entre as vogais ortográficas, as vogais do NAE e do sistema sonoro do português brasileiro. Como orientação e embasamento teórico deste trabalho nós utilizamos Bronckart (2006), Schneuwly & Dolz (2004) e Celce-Murcia, Brinton & Goodwin (2010), que irão nos dar respaldo sobre os gêneros discursivos no ensino da língua inglesa e a pronúncia a dos sons vocálicos do NAE."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT14-ESTUDOS DE LÍNGUA INGLESA E FORMAÇÃO DOCENTE"
    "palavra_chave" => "GÊNEROS DISCURSIVOS, PRONÚNCIA DA LÍNGUA INGLESA, SEQUÊNCIA DIDÁTICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA14_ID1237_15032017202057.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "BRUNA SOUSA DE MELO"
    "autor_nome_curto" => "BRUNA MELO"
    "autor_email" => "bruna1996melo@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Resumo: A discussão apresentada neste artigo integra a pesquisa desenvolvida no projeto intitulado Fanatics for Phonetics: Sequências Didáticas no Ensino da Pronúncia de Língua Inglesa nas Escolas Públicas, Cota 2016-2017, inscrito no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). O objetivo do referido projeto é trabalhar o uso de gêneros discursivos, por meio de sequências didáticas (SD) no ensino de pronúncia de língua inglesa. Nosso entendimento é que o ensino de língua inglesa precisa abandonar o uso de palavras ou frases desconectadas para a abordagem de estruturas morfológicas e sintáticas. O desenvolvimento de uma competência linguística está ligado à utilização da língua em atividades reais de interação social. Para o interacionismo sociodiscursivo (ISD), o processo de socialização é indissociável do desenvolvimento humano e, consequentemente, do desenvolvimento linguístico. Nós compreendemos que o trabalho com os gêneros discursivos no contexto de ensino de língua estrangeira ainda não constitui uma rotina na sala de aula de língua inglesa, por isso, justificamos a importância do nosso trabalho. Desta forma, apresentamos uma proposta de SD na qual trabalhamos o gênero discursivo receita culinária, aplicada numa turma de 7º ano do ensino fundamental de uma escola particular, localizada na cidade de Cruz do Espírito Santo-PB. Através do gênero discursivo receita culinária foi possível abordar os sons vocálicos do inglês norte americano (North American English - NAE) através de jogos e atividades que promoveram a interação dos(as) alunos(as) com a mediação da professora. Foi possível chamar a atenção para as diferenças entre as vogais ortográficas, as vogais do NAE e do sistema sonoro do português brasileiro. Como orientação e embasamento teórico deste trabalho nós utilizamos Bronckart (2006), Schneuwly & Dolz (2004) e Celce-Murcia, Brinton & Goodwin (2010), que irão nos dar respaldo sobre os gêneros discursivos no ensino da língua inglesa e a pronúncia a dos sons vocálicos do NAE.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.