Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Palavra-chaves: ENSINO, LÍNGUA PORTUGUESA, ESTÁGIO SUPERVISIONADO, GÊNEROS TEXTUAIS Comunicação Oral (CO) GT02-A FORMAÇÃO INICIAL E O TRABALHO DOCENTE
"2017-04-27 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1638
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 27384
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 633
    "inscrito_id" => 1562
    "titulo" => "GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO"
    "resumo" => "Resumo: Pensar criticamente sobre a escola, sobre o ensino de língua portuguesa e sobre o fazer docente tem revelado a necessidade de se repensar as práticas pedagógicas e contribuído para a sistematização de procedimentos de ensino que priorizem o trabalho com o texto e que valorizem o caráter sociológico da linguagem. Nesse sentido, o estágio, como lugar onde acontece o primeiro contato do futuro professor com as práticas profissionais no âmbito escolar, é um momento privilegiado para experienciar métodos de ensino aprendidos e relacionar as teorias estudadas com a efetiva prática docente. No curso de Letras, o Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa, seguindo os novos rumos dos estudos da linguagem, tem incentivado o trabalho com os gêneros textuais como objeto de ensino, a partir de atividades que se propõem a ampliar a competência leitora, a capacidade de produção textual e o conhecimento gramatical da língua. Foi nessa perspectiva que buscamos observar, através de relatórios produzidos na disciplina Estágio Supervisionado III, os caminhos metodológicos percorridos pelos alunos-estagiários para a organização de suas aulas e como se utilizaram dos gêneros textuais como objeto de ensino. Por ser uma pesquisa de natureza qualitativo-interpretativa, analisamos dez relatórios de intervenção/regência. Como referenciais, baseamo-nos, além dos textos dos Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (PCN), nos trabalhos de Bakhtin (2000), Travaglia (1996), Geraldi (1984), Marcuschi (2008), Antunes (2009, 2010), entre outros. Como resultados, percebemos que apesar do esforço para a utilização dos diversificados gêneros textuais, ainda há uma grande dificuldade de desvinculação do ensino prescritivo e classificatório, principalmente no que se refere às atividades relacionadas à análise linguística."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT02-A FORMAÇÃO INICIAL E O TRABALHO DOCENTE"
    "palavra_chave" => "ENSINO, LÍNGUA PORTUGUESA, ESTÁGIO SUPERVISIONADO, GÊNEROS TEXTUAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA2_ID1562_23032017225333.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FERNANDA BARBOZA DE LIMA"
    "autor_nome_curto" => "FERNANDA BARBOZ"
    "autor_email" => "fernandabarboza.ufpb@gmai"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 27384
    "edicao_id" => 57
    "trabalho_id" => 633
    "inscrito_id" => 1562
    "titulo" => "GÊNEROS TEXTUAIS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA: EXPERIÊNCIAS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO"
    "resumo" => "Resumo: Pensar criticamente sobre a escola, sobre o ensino de língua portuguesa e sobre o fazer docente tem revelado a necessidade de se repensar as práticas pedagógicas e contribuído para a sistematização de procedimentos de ensino que priorizem o trabalho com o texto e que valorizem o caráter sociológico da linguagem. Nesse sentido, o estágio, como lugar onde acontece o primeiro contato do futuro professor com as práticas profissionais no âmbito escolar, é um momento privilegiado para experienciar métodos de ensino aprendidos e relacionar as teorias estudadas com a efetiva prática docente. No curso de Letras, o Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa, seguindo os novos rumos dos estudos da linguagem, tem incentivado o trabalho com os gêneros textuais como objeto de ensino, a partir de atividades que se propõem a ampliar a competência leitora, a capacidade de produção textual e o conhecimento gramatical da língua. Foi nessa perspectiva que buscamos observar, através de relatórios produzidos na disciplina Estágio Supervisionado III, os caminhos metodológicos percorridos pelos alunos-estagiários para a organização de suas aulas e como se utilizaram dos gêneros textuais como objeto de ensino. Por ser uma pesquisa de natureza qualitativo-interpretativa, analisamos dez relatórios de intervenção/regência. Como referenciais, baseamo-nos, além dos textos dos Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (PCN), nos trabalhos de Bakhtin (2000), Travaglia (1996), Geraldi (1984), Marcuschi (2008), Antunes (2009, 2010), entre outros. Como resultados, percebemos que apesar do esforço para a utilização dos diversificados gêneros textuais, ainda há uma grande dificuldade de desvinculação do ensino prescritivo e classificatório, principalmente no que se refere às atividades relacionadas à análise linguística."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "GT02-A FORMAÇÃO INICIAL E O TRABALHO DOCENTE"
    "palavra_chave" => "ENSINO, LÍNGUA PORTUGUESA, ESTÁGIO SUPERVISIONADO, GÊNEROS TEXTUAIS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV066_MD1_SA2_ID1562_23032017225333.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:13"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:56:12"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "FERNANDA BARBOZA DE LIMA"
    "autor_nome_curto" => "FERNANDA BARBOZ"
    "autor_email" => "fernandabarboza.ufpb@gmai"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-sinalge"
    "edicao_nome" => "Anais IV SINALGE"
    "edicao_evento" => "IV Simpósio Nacional de Linguagens e Gêneros Textuais"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/sinalge/2017"
    "edicao_logo" => "5e4d8586dda3e_19022020155918.png"
    "edicao_capa" => "5f1880a141ece_22072020150833.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-04-27 00:00:00"
    "publicacao_id" => 35
    "publicacao_nome" => "Anais SINALGE"
    "publicacao_codigo" => "2527-0028"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Resumo: Pensar criticamente sobre a escola, sobre o ensino de língua portuguesa e sobre o fazer docente tem revelado a necessidade de se repensar as práticas pedagógicas e contribuído para a sistematização de procedimentos de ensino que priorizem o trabalho com o texto e que valorizem o caráter sociológico da linguagem. Nesse sentido, o estágio, como lugar onde acontece o primeiro contato do futuro professor com as práticas profissionais no âmbito escolar, é um momento privilegiado para experienciar métodos de ensino aprendidos e relacionar as teorias estudadas com a efetiva prática docente. No curso de Letras, o Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa, seguindo os novos rumos dos estudos da linguagem, tem incentivado o trabalho com os gêneros textuais como objeto de ensino, a partir de atividades que se propõem a ampliar a competência leitora, a capacidade de produção textual e o conhecimento gramatical da língua. Foi nessa perspectiva que buscamos observar, através de relatórios produzidos na disciplina Estágio Supervisionado III, os caminhos metodológicos percorridos pelos alunos-estagiários para a organização de suas aulas e como se utilizaram dos gêneros textuais como objeto de ensino. Por ser uma pesquisa de natureza qualitativo-interpretativa, analisamos dez relatórios de intervenção/regência. Como referenciais, baseamo-nos, além dos textos dos Parâmetros Curriculares de Língua Portuguesa (PCN), nos trabalhos de Bakhtin (2000), Travaglia (1996), Geraldi (1984), Marcuschi (2008), Antunes (2009, 2010), entre outros. Como resultados, percebemos que apesar do esforço para a utilização dos diversificados gêneros textuais, ainda há uma grande dificuldade de desvinculação do ensino prescritivo e classificatório, principalmente no que se refere às atividades relacionadas à análise linguística.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.