Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 243
A LEITURA INTERACIONAL E A FORMAÇÃO DO LEITOR COMPETENTE: O PROFESSOR COMO INCENTIVADOR DO PENSAR

Palavra-chaves: PROFESSOR, LEITURA INTERACIONAL, LEITOR COMPETENTE, CIDADANIA Comunicação Oral (CO) GT01-FORMAÇÃO DOCENTE E CONTEMPORANEIDADE Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

O trabalho apresenta reflexões em torno das características da leitura interacional e sua contribuição para formar o leitor competente, além de transcursar sobre o professor como incentivador do exercício do pensar crítico. Essa leitura fortalece a valorização da realidade e de uma forma de viver melhor, com prazer, eficiência e utilização inteligente do tempo. O professor, ao incorporar essa proposta, pode contribuir na formação de cidadãos autônomos, emancipados e com aptidão para ler, apreender e interpretar um mundo em transformação, tornando-os capazes de opinar justificadamente, dar sugestões para solucionar problemas e participar, com autonomia e criatividade, nas questões do dia a dia. Entendemos que as características da leitura interacional apoiam os professores no sentido de agir como construtores de cidadania. O professor, quando opta pelo exercício dessa leitura interacional, está, obviamente, exercendo uma ação ideológica de compromisso com o exercício pleno da cidadania em sua sala de aula. Essa ação firma alicerces sólidos de cooperação para viver em sociedade, contribuindo para a superação de males como o preconceito, intolerância, injustiça; por outro lado, fortalece a perspectiva de fazer parte efetiva de uma comunidade e de ser corresponsável por ela. Essas características saudáveis da leitura interacional cooperam para a construção de vivências discursivas variadas e reflexões críticas que respeitam, incentivam e se nutrem da diversidade de pensar, ver e viver o mundo, que são frutos do arcabouço de experiências vivenciadas, tanto pelo professor, como pelo aluno, constituindo um processo de reconhecimento e aprendizagem mútuos. De forma que, o aluno não estranhará quando confrontado com modos de ver e pensar o mundo diferente, nem, tampouco, sente-se forçado a procurar modelos interpretativos prefixados para fazer frente aos diversos dilemas inerentes à sociedade contemporânea, pois o professor proporcionou tal experiência como prática social, a fim de criar um ambiente educativo interativo, marcado por uma oferta crescente e sempre mais densa de sentidos e valores múltiplos. Adotamos a pesquisa bibliográfica como opção metodológica por constituir-se um recurso que nos possibilita conhecer e analisar as principais contribuições teóricas existentes sobre o tema. A composição do quadro teórico reuniu autores que nos ajudaram a entender a dinâmica como Coscarelli (2002); Kleiman (1989; 2004); Koch (2008); Leffa (2016); Sim-Sim e Micaelo (2006); Macedo (2015); Silva (2014); Lerner (2008); Alarcão (2001); Castro; Velázquez (2009), Freire (1997), Matos (2013), PCN’s de Língua Portuguesa (1997).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.