Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 452
FERRAMENTAS DIGITAIS PARA O ENSINO DE LÍNGUA INGLESA: UM DIÁLOGO ENTRE MÚSICA E TECNOLOGIA

Palavra-chaves: LÍNGUA INGLESA, MÚSICA, OBJETOS VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM Comunicação Oral (CO) GT 20: O ENSINO DE (OUTRAS) LÍNGUAS ESTRANGEIRAS MODERNAS E SUAS LITERATURAS Publicado em 27 de abril de 2017

Resumo

Este trabalho é resultado de projeto de ensino realizado com alunos do Ensino Fundamental II de uma Escola Pública da cidade de Garanhuns. O referido trabalho abordou temas básicos da língua inglesa, utilizando a música como forma de aprimoramento de competências de compreensão oral e auditiva, leitura e escrita com o auxílio de objetos digitais. Tendo em vista que, nas últimas décadas, as ferramentas tecnológicas aproximaram culturas e favoreceram a aprendizagem de língua estrangeira, especialmente a inglesa. Também se tornaram recursos que não só contribuíram para aprendizagem de idiomas bem como permitiram a dinamização desse processo. De acordo com Barros e Antonio Júnior (2005), os objetos de aprendizagem digitais representam um novo parâmetro educativo que utiliza material didático, envolvendo conteúdos e exercícios de modo recursivo e prático. Nessa perspectiva, utilizamos para o desenvolvimento do projeto o site Lyrics Training e o livro “Atividades com Música para o ensino de Inglês” de Potter e Lederman (2012). Lançamos mão de vídeos interativos presentes no site para realizar atividades de escrita das músicas on-line, intercalando com atividades do material didático. Durante o projeto, foram selecionadas quatro canções e à medida que o estudante ouvia uma música, interagia com o jogo, completando suas letras, exercitando vocabulário, compreensão oral e escrita. Tanto as atividades com os objetos digitais quanto as do livro foram feitas de acordo com o nível de conhecimento dos alunos, uma vez que apresentam diferentes exigências. Através de avaliação feita pelo Google Forms, os resultados mostraram que 100% dos alunos alcançados gostaram de estudar inglês desse modo e 100% disse que o objeto digital foi facilitador da aprendizagem; 85,8% dos alunos disseram querer que esse tipo de atividade estivesse mais presente em sala de aula. Assim, constatamos que é possível mediar conhecimento pelo uso das tecnologias digitais e colocá-las ao alcance do aluno. Durante o projeto, foi perceptível o uso eficaz da música como forma de aprendizagem de língua inglesa pelo interesse e desafio que, em conjunto, essas formas de apropriação de língua representaram.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.