Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 274
PERCEPÇÃO DOS ASPECTOS EMOCIONAIS EM PACIENTES IDOSOS COM DOENÇA RENAL E O FORTALECIMENTO PELA FÉ: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palavra-chaves: ENVELHECIMENTO, INSUFICIÊNCIA RENAL, DIÁLISE RENAL Pôster (PO) / Poster Submission AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

Objetivo: Este estudo objetiva relatar a experiência de discentes do curso de Enfermagem como colaboradores de uma coleta de dados, que teve como intuito avaliar a qualidade de vida de pacientes que fazem hemodiálise, descrever o seu estado de saúde, as mudanças que ocorreram devido a doença, as dificuldades e formas de enfrentamento, principalmente a população idosa. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência de caráter descritivo, durante uma coleta de dados para uma pesquisa de mestrado, no período de abril e maio do ano 2016, cujo foco foi avaliar a qualidade de vida de pacientes que fazem hemodiálise na Clínica do Rim, localizado no Hospital Regional do Seridó em Caicó, Rio Grande do Norte. Resultados e discussão: A partir do diálogo e das observações, foi perceptível o quadro de vulnerabilidade que muitos destes pacientes idosos apresentam, a doença renal crônica atinge esferas distintas de suas vidas, alguns inclusive chegam a relatar não ter mais ânimo para enfrentar a vida, e com o sentimento de limitação presente, esse sentido de viver se encontra atrelado somente em função da doença. É possível compreender que o apego a uma força maior, a vontade de viver, a fé e a esperança, se encontram em alguns dos pacientes que vivem nesta condição, o que influencia positivamente no modo de vida dessas pessoas, destacando-se como um fator fundamental para o tratamento, já que possibilitam ânimo e incentivo de viver da melhor forma possível, mesmo que ainda não confiem na cura, sentem-se livres de seus anseios quando suas respostas são encontradas na fé e/ou no fortalecimento da vontade de viver ao lado de pessoas queridas, recebendo o apoio de familiares e amigos. Conclusão: O quadro da doença renal crônica pode deixar o paciente debilitado em diversos aspectos, e isso evidencia a importância de um acompanhamento abrangente desde o tratamento clínico até a observação das necessidades emocionais. No momento de entrevistas para a coleta de dados surgiu uma grande oportunidade de adentrar, mesmo que superficialmente, na observação de fatores que fazem parte da complexidade humana, e nesse universo de singularidades.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.