Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 208
CARACTERIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS REALIZADOS EM IDOSOS COM INFECÇÃO RELACIONADA À SAÚDE EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NO TRATAMENTO DO CÂNCER

Palavra-chaves: IDOSO, PROCEDIMENTO CIRÚRGICO, HOSPITALIZAÇÃO, INFECÇÃO HOSPITALAR, INFECÇÃO HOSPITALAR Pôster (PO) / Poster Submission AT-3: ENFERMAGEM E A SAÚDE DA PESSOA IDOSA Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

INTRODUÇÃO: As neoplasias estão entres os grupos de doenças com mais elevados dias de permanência hospitalar, juntamente com as doenças respiratórias, circulatórias e do trato gastrointestinal. Mesmo nos casos considerados avançados, os progressos nos métodos diagnósticos e de tratamentos acabam por aumentar a sobrevida dos pacientes com câncer. Desta forma, são cada vez mais frequentes as hospitalizações para tratamento de intercorrências oncológicas ou tratamento paliativo. Dentre os fatores associados à hospitalização considerados como favoráveis ao desenvolvimento de Infecções Relacionadas a Assistência a Saúde (IRAS) estão a realização de procedimentos invasivos, permanência de dispositivos invasivos em uso no paciente, higienização das mãos e doenças crônicas. Bem como, o tratamento cirúrgico oncológico está relacionado ao maior risco de desenvolver infecção pelos pacientes e relaciona-se a vários fatores, como período de internação pré-operatório, duração do procedimento cirúrgico, idade do paciente e o uso de dispositivos invasivos. OBJETIVO: identificar os procedimentos cirúrgicos realizados por idosos com infecção relacionada à saúde em um hospital de referência no tratamento do câncer. METODOLOGIA: Pesquisa retrospectiva, desenvolvida no serviço de Arquivo Médico e Estatístico do Hospital de referência para tratamento do câncer em Natal/RN, no período de novembro de 2015 a abril de 2016, com 47 prontuários de pacientes com idade igual ou superior a 60 anos, portadores de câncer internados nas enfermarias do hopital entre os anos de 2013 e 2014, os quais tenham apresentado infecção relacionada à assistência de saúde durante o período de internação notificada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar. Para subsidiar a coleta foi utilizado formulário sociodemográfico e de saúde. O presente estudo atendeu os aspectos envolvendo pesquisas com seres humanos e seus documentos (CAAE de número 48374815.3.3001.5293). RESULTADOS: Entre as pessoas acometidas por infecção relacionada à assistência de saúde, esse estudo identificou prevalência do sexo masculino (57,4%) com a faixa etária de 71,3 anos. Dos 47 idosos que desenvolveram a IRAS, 76,6% (36 idosos) realizaram algum procedimento cirúrgico, sendo desenvolvidos 42 procedimentos cirúrgicos, desta forma um mesmo participante realizou mais que uma abordagem cirúrgica. Dos 42 procedimentos realizados, considerando os sistemas do corpo envolvidos, destacaram-se as cirurgias gástricas e biliares (28,6%) e de intestino e reto (26,3%). Quanto ao tipo de cirurgia, as mais realizadas foram histerectomia, colectomia e laringectomia, cada uma com 9,5% de ocorrência. CONCLUSÃO: Conclui-se que dentre os procedimentos mais realizados em pacientes idosos com câncer foram as cirurgias Gástricas e biliares e de intestino e reto, sendo que das especificidades das cirurgias as mais incidentes foram a histerectomia e a cirurgia de colectomia. Tal estudo traz achados significativos para nortear a assistência de enfermagem e de saúde, viabilizando práticas seguras, mediante conhecimento dos procedimentos realizados pelos idosos hospitalizados com câncer, buscando a implementação de intervenções adequadas que minimizem os riscos de infecções, colaborando para uma assistência segura e de qualidade ao paciente cirúrgico.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.