Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

AUTOPERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Palavra-chaves: AUTOPERCEPÇÃO, DEFICIÊNCIA INTELECTUAL, IDOSO Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA
"2016-11-23 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 24367
    "edicao_id" => 51
    "trabalho_id" => 327
    "inscrito_id" => 348
    "titulo" => "AUTOPERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL"
    "resumo" => "Introdução: Deficiência intelectual (DI) é um estado de funcionamento caracterizado pela dificuldade em aprender informações novas e/ou complexas e em interagir socialmente. Apesar de recentes melhorias nos serviços de saúde terem proporcionado o aumento da expectativa de vida deste grupo, a compreensão do seu processo de envelhecimento permanece obscura. Uma das abordagens utilizadas na condução de estudos sobre envelhecimento é a autopercepção dos idosos em relação ao seu próprio estado de saúde. Objetivos: Analisar a autopercepção de saúde em indivíduos idosos com DI, relacionando-a à independência funcional, Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Metodologia: Selecionaram-se 477 indivíduos com DI, com idade a partir de 40 anos. Avaliaram-se a autopercepção de saúde dos idosos com DI, realização de atividades de vida diária (AVDs), índice de massa corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Resultados: Mais da metade da amostra (n=250) afirmou ter excelente ou boa saúde; Deste grupo, 73,2% demonstrou sobrepeso/obesidade, 66% apresentou risco substancialmente aumentado de complicações metabólicas, 52,7% possuía dificuldade na realização de duas ou mais AVDs e 30,9% reportou constipação crônica. A regressão logística apontou a ausência de dificuldade em 8 ou mais AVDs como um preditor significativo (p"
    "modalidade" => "Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA"
    "palavra_chave" => "AUTOPERCEPÇÃO, DEFICIÊNCIA INTELECTUAL, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV054_MD2_SA8_ID348_06102016232247.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:10"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:04:55"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALEXA ALVES DE MORAES"
    "autor_nome_curto" => "ALEXA MORAES"
    "autor_email" => "alexamoraesx3@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais I CNEH"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2016"
    "edicao_logo" => "5e49f6afa2a77_16022020231303.png"
    "edicao_capa" => "5f183e7033782_22072020102608.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-23 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 24367
    "edicao_id" => 51
    "trabalho_id" => 327
    "inscrito_id" => 348
    "titulo" => "AUTOPERCEPÇÃO DE SAÚDE EM IDOSOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL"
    "resumo" => "Introdução: Deficiência intelectual (DI) é um estado de funcionamento caracterizado pela dificuldade em aprender informações novas e/ou complexas e em interagir socialmente. Apesar de recentes melhorias nos serviços de saúde terem proporcionado o aumento da expectativa de vida deste grupo, a compreensão do seu processo de envelhecimento permanece obscura. Uma das abordagens utilizadas na condução de estudos sobre envelhecimento é a autopercepção dos idosos em relação ao seu próprio estado de saúde. Objetivos: Analisar a autopercepção de saúde em indivíduos idosos com DI, relacionando-a à independência funcional, Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Metodologia: Selecionaram-se 477 indivíduos com DI, com idade a partir de 40 anos. Avaliaram-se a autopercepção de saúde dos idosos com DI, realização de atividades de vida diária (AVDs), índice de massa corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Resultados: Mais da metade da amostra (n=250) afirmou ter excelente ou boa saúde; Deste grupo, 73,2% demonstrou sobrepeso/obesidade, 66% apresentou risco substancialmente aumentado de complicações metabólicas, 52,7% possuía dificuldade na realização de duas ou mais AVDs e 30,9% reportou constipação crônica. A regressão logística apontou a ausência de dificuldade em 8 ou mais AVDs como um preditor significativo (p"
    "modalidade" => "Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA"
    "palavra_chave" => "AUTOPERCEPÇÃO, DEFICIÊNCIA INTELECTUAL, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV054_MD2_SA8_ID348_06102016232247.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:10"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:04:55"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ALEXA ALVES DE MORAES"
    "autor_nome_curto" => "ALEXA MORAES"
    "autor_email" => "alexamoraesx3@gmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-cneh"
    "edicao_nome" => "Anais I CNEH"
    "edicao_evento" => "Congresso Nacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/cneh/2016"
    "edicao_logo" => "5e49f6afa2a77_16022020231303.png"
    "edicao_capa" => "5f183e7033782_22072020102608.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-11-23 00:00:00"
    "publicacao_id" => 34
    "publicacao_nome" => "Anais CNEH"
    "publicacao_codigo" => "2526-1908"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 23 de novembro de 2016

Resumo

Introdução: Deficiência intelectual (DI) é um estado de funcionamento caracterizado pela dificuldade em aprender informações novas e/ou complexas e em interagir socialmente. Apesar de recentes melhorias nos serviços de saúde terem proporcionado o aumento da expectativa de vida deste grupo, a compreensão do seu processo de envelhecimento permanece obscura. Uma das abordagens utilizadas na condução de estudos sobre envelhecimento é a autopercepção dos idosos em relação ao seu próprio estado de saúde. Objetivos: Analisar a autopercepção de saúde em indivíduos idosos com DI, relacionando-a à independência funcional, Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Metodologia: Selecionaram-se 477 indivíduos com DI, com idade a partir de 40 anos. Avaliaram-se a autopercepção de saúde dos idosos com DI, realização de atividades de vida diária (AVDs), índice de massa corporal (IMC), circunferência abdominal e presença de doenças crônicas. Resultados: Mais da metade da amostra (n=250) afirmou ter excelente ou boa saúde; Deste grupo, 73,2% demonstrou sobrepeso/obesidade, 66% apresentou risco substancialmente aumentado de complicações metabólicas, 52,7% possuía dificuldade na realização de duas ou mais AVDs e 30,9% reportou constipação crônica. A regressão logística apontou a ausência de dificuldade em 8 ou mais AVDs como um preditor significativo (p

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.