Artigo Anais ABRALIC

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-157X

Visualizações: 185
NA DÉCADA DE 1980... UTILIZANDO MÍDIAS INOVADORAS PARA A FORMAÇÃO DO LEITOR

Resumo

O fomento à leitura pode acontecer através da promoção de variadas atividades que despertem o interesse das crianças para a literatura. Nessas atividades, lançamos mão do uso das tecnologias, que se transformam em importantes veículos para conduzir a criança ao mundo da leitura. Nos anos 80, era prática nas escolas a utilização de tecnologias na hora do conto, tais como o disco de vinil, que acompanhava os livros infantis. Entretanto, para se adequarem à mídia de veiculação, algumas histórias precisaram sofrer adaptações. É o caso dos textos de Ruth Rocha, “Sapo vira rei vira sapo” e “O rei que não sabia de nada”, ambos adaptados para a coleção “Taba”, produzida pela Editora Abril, na década de 1980. Tais adaptações podem incorrer no problema do corte de elementos essenciais do texto, mas, em contrapartida, podem unir o texto a outras formas de linguagem, compondo uma outra obra, mais rica e plural, uma vez que, no material adaptado, há a inserção do recurso de áudio, com produção musical específica para o texto. Para este estudo, foram utilizados aportes teóricos referentes à formação do leitor, aos estudos de tradução e à literatura comparada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.