Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

TRABALHO E EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS LAÇOS REVOLUCIONÁRIOS

Palavra-chaves: TRABALHO, PRÁXIS, REVOLUÇÃO SOCIAL Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Trabalho e Educação
"2015-11-10 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 17699
    "edicao_id" => 40
    "trabalho_id" => 150
    "inscrito_id" => 302
    "titulo" => "TRABALHO E EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS LAÇOS REVOLUCIONÁRIOS"
    "resumo" => "Esse artigo é resultado de uma pesquisa de dissertação de mestrado, cujo objetivo centrou-se na contextualização do debate entre a relação trabalho, práxis e escola como elementos de uma formação revolucionária. Essa discussão parte de uma perspectiva incomum dentro do marxismo, tomando as contribuições de Marx por um aspecto programático, considerando não apenas a união trabalho e ensino como parte integrante da sua proposta de formação, mas também considerando a práxis e seu princípio educativo imanente. Nessa relação, estamos pondo em evidência a categoria práxis, considerando não apenas o trabalho como a categoria fundante do ser social, mas também o princípio educativo da práxis, numa relação interdependente que colabora para uma atualização do debate teórico marxista acerca da relação trabalho e práxis no processo de formação e desenvolvimento do ser social. Posteriormente, discutiremos o princípio pedagógico da Revolução Social e o papel da práxis político-educativa na formação dos laços revolucionários, compreendendo que é por meio dela que pode ocorrer a transformação do sujeito potencialmente revolucionário em efetivamente revolucionário. Para fins desse estudo, realizamos uma pesquisa bibliográfica acerca das categorias trabalho e práxis, tendo como foco de análise a práxis político-educativa por ela ser, do guarda chuva que compõe o conjunto da práxis humana, uma práxis que procura elevar a consciência da classe trabalhadora de classe-em-si para-si, na fase de lutas correspondentes tanto ao período pré-revolucionário, assim como o período da transição, não devendo ser, hipoteticamente, eliminada, numa possibilidade de ascensão ao um novo sistema social, tendo em vista que o exercício político dos indivíduos não devem acabar numa sociedade emancipada."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Trabalho e Educação"
    "palavra_chave" => "TRABALHO, PRÁXIS, REVOLUÇÃO SOCIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV050_MD1_SA19_ID302_23102015101226.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:46:46"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "IZIANE SILVESTRE NOBRE"
    "autor_nome_curto" => "IZIANE"
    "autor_email" => "izianesilvestre@yahoo.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VII FIPED"
    "edicao_evento" => "VII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2015"
    "edicao_logo" => "5e49ad3cdd9e5_16022020175940.jpg"
    "edicao_capa" => "5f186e1b6894a_22072020134931.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-11-10 23:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 17699
    "edicao_id" => 40
    "trabalho_id" => 150
    "inscrito_id" => 302
    "titulo" => "TRABALHO E EDUCAÇÃO NA FORMAÇÃO DOS LAÇOS REVOLUCIONÁRIOS"
    "resumo" => "Esse artigo é resultado de uma pesquisa de dissertação de mestrado, cujo objetivo centrou-se na contextualização do debate entre a relação trabalho, práxis e escola como elementos de uma formação revolucionária. Essa discussão parte de uma perspectiva incomum dentro do marxismo, tomando as contribuições de Marx por um aspecto programático, considerando não apenas a união trabalho e ensino como parte integrante da sua proposta de formação, mas também considerando a práxis e seu princípio educativo imanente. Nessa relação, estamos pondo em evidência a categoria práxis, considerando não apenas o trabalho como a categoria fundante do ser social, mas também o princípio educativo da práxis, numa relação interdependente que colabora para uma atualização do debate teórico marxista acerca da relação trabalho e práxis no processo de formação e desenvolvimento do ser social. Posteriormente, discutiremos o princípio pedagógico da Revolução Social e o papel da práxis político-educativa na formação dos laços revolucionários, compreendendo que é por meio dela que pode ocorrer a transformação do sujeito potencialmente revolucionário em efetivamente revolucionário. Para fins desse estudo, realizamos uma pesquisa bibliográfica acerca das categorias trabalho e práxis, tendo como foco de análise a práxis político-educativa por ela ser, do guarda chuva que compõe o conjunto da práxis humana, uma práxis que procura elevar a consciência da classe trabalhadora de classe-em-si para-si, na fase de lutas correspondentes tanto ao período pré-revolucionário, assim como o período da transição, não devendo ser, hipoteticamente, eliminada, numa possibilidade de ascensão ao um novo sistema social, tendo em vista que o exercício político dos indivíduos não devem acabar numa sociedade emancipada."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Trabalho e Educação"
    "palavra_chave" => "TRABALHO, PRÁXIS, REVOLUÇÃO SOCIAL"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV050_MD1_SA19_ID302_23102015101226.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:46:46"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "IZIANE SILVESTRE NOBRE"
    "autor_nome_curto" => "IZIANE"
    "autor_email" => "izianesilvestre@yahoo.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VII FIPED"
    "edicao_evento" => "VII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2015"
    "edicao_logo" => "5e49ad3cdd9e5_16022020175940.jpg"
    "edicao_capa" => "5f186e1b6894a_22072020134931.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-11-10 23:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 10 de novembro de 2015

Resumo

Esse artigo é resultado de uma pesquisa de dissertação de mestrado, cujo objetivo centrou-se na contextualização do debate entre a relação trabalho, práxis e escola como elementos de uma formação revolucionária. Essa discussão parte de uma perspectiva incomum dentro do marxismo, tomando as contribuições de Marx por um aspecto programático, considerando não apenas a união trabalho e ensino como parte integrante da sua proposta de formação, mas também considerando a práxis e seu princípio educativo imanente. Nessa relação, estamos pondo em evidência a categoria práxis, considerando não apenas o trabalho como a categoria fundante do ser social, mas também o princípio educativo da práxis, numa relação interdependente que colabora para uma atualização do debate teórico marxista acerca da relação trabalho e práxis no processo de formação e desenvolvimento do ser social. Posteriormente, discutiremos o princípio pedagógico da Revolução Social e o papel da práxis político-educativa na formação dos laços revolucionários, compreendendo que é por meio dela que pode ocorrer a transformação do sujeito potencialmente revolucionário em efetivamente revolucionário. Para fins desse estudo, realizamos uma pesquisa bibliográfica acerca das categorias trabalho e práxis, tendo como foco de análise a práxis político-educativa por ela ser, do guarda chuva que compõe o conjunto da práxis humana, uma práxis que procura elevar a consciência da classe trabalhadora de classe-em-si para-si, na fase de lutas correspondentes tanto ao período pré-revolucionário, assim como o período da transição, não devendo ser, hipoteticamente, eliminada, numa possibilidade de ascensão ao um novo sistema social, tendo em vista que o exercício político dos indivíduos não devem acabar numa sociedade emancipada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.