Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 199
TECNOLOGIA EDUCACIONAL “PISTAS DA ESCRAVIDÃO”

Palavra-chaves: QUILOMBO, TECNOLOGIA EDUCACIONAL, EDUCAÇÃO PARA RELAÇÕES ETNICORRACIAIS, ESCRAVIDÃO, ESCRAVIDÃO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Educação e Relações Étnico-Raciais

Resumo

A aplicabilidade da Tecnologia Educacional Pistas da Escravidão na Educação Básica, como instrumento de intervenção para aplicabilidade da Lei n° 10.639/2003, surge da ausência de materiais didáticos, detectado por Wedderbun (2005) e da dificuldade de contextualização no currículo da temática dos quilombos na aplicação da referida Lei. Surge de pesquisas iniciadas do Projeto de Extensão “Tecnologias Educacionais para o trato com a temática Escravização do Negro no Brasil: aplicabilidade na Educação Básica” o qual objetiva romper com representações discriminatórias e preconceituosas presentes na lógica do pensamento hegemônico, visando que não é apenas responsabilidade da área de Humanas, mas de todo o currículo da Escola. A fim de buscar essa transversalidade e materializar outras categorias presentes na Diretrizes Curriculares Nacionais (DNCs) de Formação de Professores, como fomenta o Parecer CNE/CP n° 9/2001: a simetria invertida, transposição didática, interdisciplinaridade e contextualização, foi traçado o objetivo de elaborar uma Tecnologia que abarcasse esse aprendizado de forma interdisciplinar. Com público-alvo alunos Ensino Médio a Tecnologia explora conteúdos de formação de quilombos, identidade étnica e quilombola, questões de território e a relação com o espaço e mais possibilidade presentes nas DCNs para ERER. O estado da arte encontra-se em fase de testes em sala de aula e no Curso de Licenciatura em Pedagogia e Química do IFPA – campus Belém, para viabilizar e validar a Tecnologia. Trata-se de pesquisa qualitativa e de campo, através de aplicação de questionários e observações durante sua aplicação.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.