Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 192
RELAÇÃO TEORIA E PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Palavra-chaves: ESTÁGIO, EDUCAÇÃO INFANTIL, TEORIA E PRÁTICA Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Didática, Currículo, Avaliação e Práticas Escolares

Resumo

O presente artigo aborda sobre a importância de conhecer a relação teoria e prática na educação infantil através do Estágio Supervisionado do curso de pedagogia, realizados em 3 (três) Centros de Educação Infantil do Município de Parintins. Mostrando as diferentes metodologias utilizadas pelos professores para trabalhar o desenvolvimento da criança. Ressaltando a relevância do estágio na formação dos educadores como um momento oportuno de aprender com aqueles que já exercem a profissão. Possibilitando a partir das experiências vivenciadas refletir sobre as diferentes práticas e realidades no processo educacional das crianças pequenas. Por ser a Educação Infantil como a primeira etapa da Educação Básica, no qual deve priorizar a natureza infantil com atividades que favoreçam suas particularidades, com base nas Diretrizes do MEC, que é de responsabilidade do Estado oferecer educação de qualidade visando o melhor desenvolvimento dos educandos, e que segundo Souza (2010) fala de como deve ser a educação dos pequenos, e o papel do professor da educação infantil de como ele deve agir, suas habilidades e competências. Pimenta e Lima (2012) retratam sobre a importância do estágio nos cursos de licenciatura. Piaget (1975) fala de valorizar a prática lúdica para o desenvolvimento infantil. RIBEIRO (2002) discute a brincadeira como meio de expressão e integração da criança no ambiente que a mesma está inserida. E Alves (2008) destaca a importância do trabalho desenvolvido utilizando as mãos consequentemente a coordenação motora fina. Sendo estes trabalhos essenciais nas análises das atividades observadas nas experiências vivenciadas no período do Estágio Supervisionado l.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.