Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

O TOYOTISMO NAS ESCOLAS: O PROFESSOR MULTIFUNCIONAL

Palavra-chaves: TOYOTISMO, ESCOLA, PROFESSOR, POLIVALÊNCIA Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Filosofia e Sociologia da Educação
"2015-11-10 23:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 17660
    "edicao_id" => 40
    "trabalho_id" => 162
    "inscrito_id" => 256
    "titulo" => "O TOYOTISMO NAS ESCOLAS: O PROFESSOR MULTIFUNCIONAL"
    "resumo" => """
      O toyotismo tem uma relação direta com a formação do profissional da educação. Este estudo tem como proposta analisar a relação do toyotismo com o profissional da educação na perspectiva marxista, cujo papel dessa pesquisa é descobrir a essência por trás da aparência. Este trabalho tem caráter qualitativo e possui como metodologia o estudo de caso e utilizou para coleta de dados à entrevista, na qual trouxe à crítica do professor a corrente abordada a princípio foi esclarecido suas percepções em relação ao toyotismo e sua relação com o profissional da educação, seguido pela posição da terceirização do trabalho e suas vantagens e desvantagens para a educação. Partindo desse pressuposto foi entrevistado um professor de sociologia de uma escola privada de Fortaleza-Ce. Dessa maneira, ocorreu um percurso histórico desde a origem do taylorismo, fordismo até o surgimento do toyotismo. Nesse ínterim a análise crítica se deu fundamentada principalmente em Karl Marx, Braverman, Saviani e Zarifian na qual se chegou à conclusão que na formação de professores observa‐se certo silêncio por parte da legislação sobre a temática da polivalência, entretanto apareceram discussões sobre esse conceito atrelado à noção de politecnia, portanto de acordo com a organização do trabalho taylorista-fordista, o toyotismo pode parecer um modelo de produção e gerenciamento da força de trabalho melhor, e de fato é, para o capital. Contudo o sistema Toyota aprimorou e ampliou a exploração da força de trabalho, sofisticando para a multifuncionalidade.\r\n
      \r\n
       
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Filosofia e Sociologia da Educação"
    "palavra_chave" => "TOYOTISMO, ESCOLA, PROFESSOR, POLIVALÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV050_MD1_SA2_ID256_23102015134337.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:46:46"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ADRIELLE FERNANDES FAÇANHA"
    "autor_nome_curto" => "ADRIELLE FAÇANHA"
    "autor_email" => "adrielle01@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CERÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VII FIPED"
    "edicao_evento" => "VII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2015"
    "edicao_logo" => "5e49ad3cdd9e5_16022020175940.jpg"
    "edicao_capa" => "5f186e1b6894a_22072020134931.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-11-10 23:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 17660
    "edicao_id" => 40
    "trabalho_id" => 162
    "inscrito_id" => 256
    "titulo" => "O TOYOTISMO NAS ESCOLAS: O PROFESSOR MULTIFUNCIONAL"
    "resumo" => """
      O toyotismo tem uma relação direta com a formação do profissional da educação. Este estudo tem como proposta analisar a relação do toyotismo com o profissional da educação na perspectiva marxista, cujo papel dessa pesquisa é descobrir a essência por trás da aparência. Este trabalho tem caráter qualitativo e possui como metodologia o estudo de caso e utilizou para coleta de dados à entrevista, na qual trouxe à crítica do professor a corrente abordada a princípio foi esclarecido suas percepções em relação ao toyotismo e sua relação com o profissional da educação, seguido pela posição da terceirização do trabalho e suas vantagens e desvantagens para a educação. Partindo desse pressuposto foi entrevistado um professor de sociologia de uma escola privada de Fortaleza-Ce. Dessa maneira, ocorreu um percurso histórico desde a origem do taylorismo, fordismo até o surgimento do toyotismo. Nesse ínterim a análise crítica se deu fundamentada principalmente em Karl Marx, Braverman, Saviani e Zarifian na qual se chegou à conclusão que na formação de professores observa‐se certo silêncio por parte da legislação sobre a temática da polivalência, entretanto apareceram discussões sobre esse conceito atrelado à noção de politecnia, portanto de acordo com a organização do trabalho taylorista-fordista, o toyotismo pode parecer um modelo de produção e gerenciamento da força de trabalho melhor, e de fato é, para o capital. Contudo o sistema Toyota aprimorou e ampliou a exploração da força de trabalho, sofisticando para a multifuncionalidade.\r\n
      \r\n
       
      """
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Filosofia e Sociologia da Educação"
    "palavra_chave" => "TOYOTISMO, ESCOLA, PROFESSOR, POLIVALÊNCIA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV050_MD1_SA2_ID256_23102015134337.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:03"
    "updated_at" => "2020-06-10 12:46:46"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "ADRIELLE FERNANDES FAÇANHA"
    "autor_nome_curto" => "ADRIELLE FAÇANHA"
    "autor_email" => "adrielle01@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CERÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-vii-fiped"
    "edicao_nome" => "Anais VII FIPED"
    "edicao_evento" => "VII Fórum Internacional de Pedagogia"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/fiped/2015"
    "edicao_logo" => "5e49ad3cdd9e5_16022020175940.jpg"
    "edicao_capa" => "5f186e1b6894a_22072020134931.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-11-10 23:00:00"
    "publicacao_id" => 1
    "publicacao_nome" => "Revista FIPED"
    "publicacao_codigo" => "2316-1086"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 10 de novembro de 2015

Resumo

O toyotismo tem uma relação direta com a formação do profissional da educação. Este estudo tem como proposta analisar a relação do toyotismo com o profissional da educação na perspectiva marxista, cujo papel dessa pesquisa é descobrir a essência por trás da aparência. Este trabalho tem caráter qualitativo e possui como metodologia o estudo de caso e utilizou para coleta de dados à entrevista, na qual trouxe à crítica do professor a corrente abordada a princípio foi esclarecido suas percepções em relação ao toyotismo e sua relação com o profissional da educação, seguido pela posição da terceirização do trabalho e suas vantagens e desvantagens para a educação. Partindo desse pressuposto foi entrevistado um professor de sociologia de uma escola privada de Fortaleza-Ce. Dessa maneira, ocorreu um percurso histórico desde a origem do taylorismo, fordismo até o surgimento do toyotismo. Nesse ínterim a análise crítica se deu fundamentada principalmente em Karl Marx, Braverman, Saviani e Zarifian na qual se chegou à conclusão que na formação de professores observa‐se certo silêncio por parte da legislação sobre a temática da polivalência, entretanto apareceram discussões sobre esse conceito atrelado à noção de politecnia, portanto de acordo com a organização do trabalho taylorista-fordista, o toyotismo pode parecer um modelo de produção e gerenciamento da força de trabalho melhor, e de fato é, para o capital. Contudo o sistema Toyota aprimorou e ampliou a exploração da força de trabalho, sofisticando para a multifuncionalidade.  

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.