Artigo Anais VII FIPED

ANAIS de Evento

ISSN: 2316-1086

Visualizações: 336
A ESCRAVIDÃO NO PARÁ: PISTAS E PROVAS DA ATIVIDADE ESCRAVISTA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA ABACATAL EM ANANINDEUA

Palavra-chaves: QUILOMBO, PISTAS, ESCRAVIDÃO, PROVAS Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Educação e Relações Étnico-Raciais Publicado em 11 de novembro de 2015

Resumo

Trata-se de um estudo acerca de pistas e provas encontradas acerca da escravidão negra no Pará na Comunidade Quilombola do Abacatal que origina-se no engenho do Uriboca e banhada pelas águas dos rios Guamá, Bujaru, Acará e Moju, a comunidade quilombola do Abacatal surgiu a partir da herança deixada pelo conde Coma de Mello para suas filhas com a sua escrava Olímpia. Os achados encontrados foram: a) O caminho das Pedras, local este que era de difícil acesso, e por isso os escravos construíram um caminho de pedras, para facilitar a chegada do conde até as margem do rio. Este caminho se mantém existente até a atualidade. b) A árvore genealógica da comunidade também se faz presente neste trabalho. c) Por fim soma-se a estes escritos os relatos orais de um dos descendentes do Conde Coma de Mello e da escrava Olímpia. O trabalho está em andamento com previsão de término em março/2015.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.