Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 185
A QUALIDADE DO ENSINO DA QUÍMICA: UM ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE ALAGOA NOVA - PB

Palavra-chaves: QUÍMICA, DIFICULDADES, ENSINO-APRENDIZAGEM Pôster (PO) Ensino de Química: investigações e vivências da realidade docente na Educação Básica Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

A qualidade do ensino de Química, de modo geral, vem encontrando grandes dificuldades na sua metodologia e nas suas práticas pedagógicas; e não apenas da Química, mas assim como no ensino de ciências naturais e outras disciplinas. Certamente, afetado pela baixa qualidade da educação em nosso país, e falta de interesse dos governantes, o que resulta em políticas públicas ineficientes implementadas por governos que ainda não despertaram para a verdadeira função social que a escola pode exercer para o desenvolvimento da nação. Quando se abordam dificuldades do ensino de Química, a escola, pais de alunos e a população em geral, por questões de conveniência, frequentemente, imprime ao estudante a culpa pelo fracasso do processo educativo, assim sendo, o estudante é visto como desinteressado, displicente e com poucos conhecimentos construídos ao longo de sua história. Esta pesquisa - estudo de caso – teve como objetivo analisar o processo ensino-aprendizagem da disciplina Química no Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor José Borges de Carvalho da cidade de Alagoa Nova – PB, na visão dos professores do seu quadro efetivo. O procedimento metodológico foi o analítico-descritivo e o instrumento de coleta de informações foi o questionário. Os resultados demonstraram alguns aspectos positivos e negativos, dentre os negativos destaca-se: a existência de um laboratório de química na escola pesquisada que não é utilizado no ensino dessa ciência. E dentre os positivos, destaca-se: todos os professores possuem graduação na área que lecionam, o que representa um aspecto bastante relevante e importante.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.