Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 39
VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E ESTUDOS DE GÊNERO COM MULHERES NO MUNICÍPIO DE AREIA – PB: UMA ANÁLISE DE MÚSICAS

Palavra-chaves: GÊNERO, MÚSICA, VIOLÊNCIA Comunicação Oral (CO) GÊNERO, SEXUALIDADE E EDUCAÇÃO

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar os resultados expressos pelas mulheres diante da análise de músicas em relação ao tema violência doméstica e estudos de gênero, trabalhadas no Programa de Extensão “Quem disse que as mulheres não podem? Educação em direitos, esportes e saúde”- PROEXT/MEC/2012, realizado no município de Areia – PB, entre março e dezembro de 2013. A violência doméstica ainda repercute de forma extrema nas pequenas e grandes cidades, são vários os tipos de violência que muitas vezes se tornam normais diante da população. Diante disso foram trabalhadas três músicas Vida de empreguete (Empreguetes); Pra não dizer que não falei de flores (Geraldo Vandré) e Por causa de você (Kelly key), as músicas foram apresentadas e ouvidas nas oficinas, e em seguida foram feitas perguntas às mulheres para saber qual o tipo de violência que elas conseguiam identificar na música, qual a estrofe que mais chamou a atenção delas, e o que a música remetia a elas em relação aos estudos de gênero que foram abordados nas oficinas durante o programa. As atividades foram ministradas por bolsistas e voluntários do programa no CSU (Centro Social Urbano) e no Sítio Chã de Jardim localizado na zona rural de Areia. Os dados foram coletados durante as oficinas ministradas e as falas das mulheres foram anotadas, pois foram de extrema importância para o êxito deste trabalho. Durante esta atividade participaram do projeto 30 mulheres com idade entre 17 e 60 anos sendo todas mães e também participantes do programa do leite.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.