Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 103
O PAPEL POLÍTICO – PEDAGÓGICO DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE IGUATU-CE

Palavra-chaves: PROFESSOR, PAPEL POLÍTICO-PEDAGÓGICO, EDUCAÇÃO FÍSICA Pôster (PO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Resumo

Este trabalho, ainda em andamento, trata da educação física em seu contexto escolar. Nesse universo, busca analisar o papel político pedagógico do professor dessa área do conhecimento em escolas da rede municipal de Iguatu-CE. Procura responder o seguinte problema de pesquisa: Qual o papel político-pedagógico do professor de educação física em escolas municipais de Iguatu-CE? Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, de caráter exploratório e dos tipos pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. O lócus de investigação restringiu-se às escolas da rede municipal de ensino dessa cidade. As informações foram obtidas através da aplicação de um questionário com 06 perguntas respondidas por 10 professores de educação física de 04 escolas, uma vez que essas, diferentemente das demais, ofertam, em seu Projeto Político Pedagógico (PPP), a disciplina educação física. Acreditamos que o professor dessa área de estudo esteve preso ao processo histórico e político-ideológico do poder dominante, desempenhando papéis, tais como: cuidar dos hábitos de saúde e higiene da população; preparar homens fisicamente fortes para o combate e defesa de sua pátria; formar o atleta vencedor, campeão e herói da nação, à medida que o professor de educação física exerce na escola o papel de treinador e os alunos o de atletas, transformando as aulas em espaços de treino para as competições esportivas. Preliminarmente, podemos concluir nessa pesquisa que o papel político pedagógico do professor de educação física tem sofrido fortes influências higienista, militarista e esportivista, mas, apesar disso, percebemos que suas condutas, atualmente, vêm tomando novos rumos. Acreditamos que o papel assumido pelos professores na escola vem sendo o de transmitir conhecimentos sistematizados capazes de contribuir na formação de alunos plenos e emancipados, levando-os a pensar e questionar criticamente sua realidade. Até o momento, entendemos que os professores de educação física das escolas investigadas vêm demonstrando uma nova compreensão de seu papel político-pedagógico, desvencilhando-se, relativamente, dos paradigmas biologicistas e anátomo-fisiológicos que historicamente têm norteado suas posturas e condutas pedagógicas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.