Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 39
A CONSTRUÇÃO DA PERCEPÇÃO SOCIOESPACIAL A PARTIR DA AULA DE CAMPO INTERDISCIPLINAR

Palavra-chaves: AULA DE CAMPO INTERDISCIPLINAR, PERCEPÇÃO SOCIOESPACIAL, ENSINO DE GEOGRAFIA Comunicação Oral (CO) DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL

Resumo

O presente trabalho tem como objeto de estudo a aula de campo no ensino de Geografia. Desenvolvendo-se a partir da relação entre aula de campo, percepção socioespacial e ensino de Geografia interdisciplinar. Apresenta como objetivo principal, compreender a importância do estudo de campo na construção da percepção socioespacial do aluno, ressaltando o desenvolvimento de tal prática em uma perspectiva interdisciplinar. Uma vez que no processo de ensino e aprendizagem, sobretudo no ensino de Geografia, surge a necessidade de se pensar em uma prática educacional que respeite a autonomia do aluno na construção do conhecimento, tendo o professor como mediador, considerando a realidade socioeconômica que a comunidade escolar faz parte, assim como, o cotidiano dos próprios estudantes. A pesquisa justifica-se pelo fato do estudo de campo, quando trabalhado como um método didático interdisciplinar, contribuí para percepção do aluno em relação ao espaço geográfico e o meio sociocultural, que o mesmo se insere, por meio da interação com o espaço vivido e construído, o que facilita a contextualização dos conteúdos disciplinares, entre si, e com o cotidiano. A partir do método dialético, o trabalho baseia-se em uma pesquisa bibliográfica teórica-conceitual referente a prática interdisciplinar da aula de campo no ensino de Geografia. Onde, foi possível constatar que, além de possibilitar a espacialização dos fenômenos estudados em sala de aula, no espaço vivido, o estudo de campo proporciona aos alunos diferentes visões sobre um mesmo objeto de estudo ou conteúdo, ampliando assim, sua percepção sobre a realidade vivida, contribuindo também para o desenvolvimento crítico-reflexivo do aluno. Nessa perspectiva, a educação e o processo de ensino e aprendizagem se dão de forma coletiva e participativa, pois o professor assume a posição de orientador, enquanto que o aluno passa a ser visto como sujeito do seu próprio processo construtivo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.