Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 28
A CONSTRUÇÃO DA ESCRITA NA EJA: COMPREENSÕES A PARTIR DO DIÁRIO DE CLASSE

Palavra-chaves: CONSTRUÇÃO DA ESCRITA, EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, LETRAMENTO Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS

Resumo

O trabalho é parte constituinte da Dissertação de Mestrado “Saberes e Fazeres Docentes: Contribuições para a Construção da Escrita na Educação de Jovens e Adultos”, desenvolvida no domínio do Programa de Pós-Graduação em Formação de Professores da Universidade Estadual da Paraíba. Na compreensão das interações de ensino/aprendizagem da escrita na Educação de Jovens e Adultos (EJA) foi estabelecido um diálogo constante com as contribuições de Ângela Kleiman (1995; 2005), Paulo Freire (2006; 2011), Leda Tfouni (2010), Luiz Senna (2004), Magda Soares (2003), Voloshinov/Bakhtin (2006), conduzindo-nos na apreensão e interpretação dos dados. A pesquisa envolveu dentre seus procedimentos de coleta de dados, a análise do diário de classe, com o objetivo de ampliar a compreensão dos saberes e fazeres docentes frente à construção da escrita na EJA. Os nossos sentidos foram aguçados para a compreensão do fazer docente nas aulas de uma turma do primeiro ciclo da EJA da Escola Municipal Henrique Guilhermino Barbosa, localizada no bairro Catolé de Zé Ferreira, com características rurais (porém urbano), pertencente à cidade de Campina Grande, Paraíba. Com a preocupação em capturar as atividades docentes, envolvendo os processos de alfabetização e de letramento na apropriação da escrita, em ambiente natural do primeiro ciclo da EJA, desenvolveu-se a observação participante, permitindo uma visão holística dos fenômenos. Os dados analisados revelaram uma prática docente que tem por foco principal o processo de alfabetização. A escrita mais comum evidenciada na prática escolar da EJA não encontra sua função social, fazendo com que a classe marginalizada não encontre sentido na escola. O resultado: o abandono escolar. A perspectiva dialógica de escola, assumida em nossa prática, apresentou-se como uma alternativa que pode aproximar o aluno do conteúdo escolar, onde o trabalho de alfabetização numa perspectiva de letramento se faz necessário.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.