Artigo E-book SINAFRO

E-books

ISBN: 978-85-61702-51-9

Visualizações: 66
A ARGUMENTAÇÃO EM ANÚNCIOS DE COSMÉTICOS PARA MULHERES NEGRAS: DESDOBRAMENTOS SEMIOLINGUÍSTICOS

Resumo

Esta pesquisa tem como escopo analisar como se apresenta o modo de organização argumentativo no gênero anúncio publicitário de cosmético destinado às mulheres negras no Brasil. Na esteira das pesquisas de Bhatia (2004) e de Sousa (2005), conceberemos o anúncio publicitário de cosmético como um gênero do domínio discursivo pertencente à constelação dos gêneros promocionais de caráter persuasivo, com o propósito comunicativo de divulgar produtos indicados para a maquiagem e para os cuidados com a pele das mulheres. Assumiremos, também, os pressupostos de Charaudeau (2008) no que tange aos modos de organização do discurso. É necessário salientar que dentre os quatro modos de organização do discurso propostos pelo autor (enunciativo, descritivo, narrativo e argumentativo) deteremo-nos ao modo argumentativo que é composto, segundo o autor, de pelo menos três elementos essenciais: uma asserção de partida, uma de chegada e o terceiro elemento que representa a passagem entre A1 e A2. Diante do que foi apresentado, à luz do método qualitativo nossa análise observou 10 anúncios publicitários de cosméticos para mulheres negras. Nossas constatações apontam para o fato de que os anúncios analisados amparam-se numa tese defendida e legitimada pelas transformações de uma realidade social brasileira que inclui a mulher negra também como uma consumidora com poder de compra e, neste cenário, pode escolher cosméticos que se adaptam às características específicas de seu corpo. Este panorama reafirma o quanto os gêneros discursivos refletem aspectos da sociedade globalizada onde se inserem, destacando a relevância de estudos que busquem analisar estes desdobramentos no discurso.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.