Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 52
“O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ZEROU A EVASÃO ESCOLAR NO SERTÃO”: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE CATINGUEIRA – PB.

Palavra-chaves: CRIANÇA, EDUCAÇÃO, BOLSA FAMÍLIA Comunicação Oral (CO) GT 17 – Ensino e suas interseções

Resumo

Apoiados num percurso que ultrapassa mais de meia década de investigação, seguindo inspiração metodológica etnográfica e bibliográfica, neste trabalho refletiremos sobre a importância da escola para os sertanejos pobres a partir de Catingueira – PB. Enfatizando a contribuição do PBF – Programa Bolsa Família para a escolarização, mostraremos que as condicionalidades acabaram trazendo vantagens tanto às famílias quanto aos próprios educandos. Ao comparar a opinião de diferentes recortes etários, destacaremos que as gerações contemporâneas têm sido melhores beneficiadas pelas políticas públicas, em especial pela educação. Apontaremos que, ao estabelecer uma frequência escolar mínima de 85% para que o benefício financeiro seja repassado mensalmente, o PBF trouxe incentivo às famílias, valorizou uma determinada noção de educação, aumentou a frequência escolar, ampliou o tempo de escolarização no sertão e zerou a evasão escolar no município investigado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.