Artigo Anais IV CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 47
“FOTOGRAFIAS NO ENSINO DA GEOGRAFIA”: FERRAMENTA DE OBSERVAÇÃO, ANÁLISE E INTERPRETAÇÃO DAS PAISAGENS.

Palavra-chaves: GEOGRAFIA, PAISAGEM, ENSINO Pôster (PO) GT 17 – Ensino e suas interseções

Resumo

A geografia enquanto ciência é de suma importância na compreensão de seus principais conceitos: região, paisagem, território, lugar e espaço. A paisagem pode ser definida como uma série de combinações entre elementos e fatores físico-químicos presentes na natureza juntamente com a presença do homem como principal agente modificador, descrevendo suas ligações e suas diferenças. O principal sentido preceptor da paisagem, sem dúvida nenhuma, é a visão, porém alguns outros sentidos podem agir de forma auxiliar na percepção da paisagem. As práticas pedagógicas em sala de aula agem como verdadeiras rotas de fuga para a monotonia da sala de aula, com conteúdos longe do alcance dos alunos, nos quais os mesmos não conseguem compreender o papel da ciência geográfica, causando desta forma um maior distanciamento da geografia e maior subjetividade dos assuntos prestados. Diante deste contexto, o presente trabalho buscou elucidar a importância do conceito de paisagem como forma de "impulso" para os alunos e o tratamento deste conceito dentro das entrelinhas do ambiente escolar como forma de prática didática. Para tanto, foi realizada uma oficina na Escola Municipal Benjamin Constant, no bairro de Socorro município de Jaboatão dos Guararapes-PE, com alunos do 7º ano do ensino fundamental II. As fotografias utilizadas foram capturadas por colegas em excursões didáticas, todas devidamente creditadas e referenciadas. A aplicação da oficina se deu em três momentos: (1) da seleção de fotografias que melhor representassem e fizessem relação com os assuntos que vinham sendo tratados em sala; (2) planejamento e montagem dos recursos que viriam ser utilizados na oficina e de como seria a aplicação; e (3) pela aplicação da oficina, através de alguns questionamentos, perguntas feitas verbalmente aos alunos, como por exemplo: O que é Paisagem? Qual a utilidade da paisagem para o homem? O que se encontra na paisagem? Quem modifica a paisagem? Os alunos puderam responder aos questionamentos a eles feitos através de alguns passos pré-estabelecidos, como a observação, atrelada à primeira impressão da imagem ou fotografia; a análise da descrição dos elementos compositores da paisagem e a interpretação que remete à explicação e a interligação dos elementos da paisagem. De maneira simples, prática e direta os alunos conseguiram responder bem ao que foi solicitado. Sendo este trabalho um exemplo claro da importância da prática didática na abordagem dos conteúdos programáticos da ciência geográfica dentro do âmbito escolar, justamente por se tratar de um conceito de extrema importância dentro da ciência geográfica e que geralmente esse mesmo conceito costuma ser definido de forma confusa e a ele agregado uma forma de definição vinculada ao senso comum, sendo configurado por muitos como apenas aquilo que é “belo”.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.