Artigo Anais IV SINALGE

ANAIS de Evento

ISSN: 2527-0028

Visualizações: 166
DA NECESSIDADE DE UMA EDUCAÇÃO PARA A DIVERSIDADE SEXUAL ATRAVÉS DA LITERATURA: REFLEXÕES DOCENTES

Palavra-chaves: ENSINO DE LITERATURA, REFLEXÕES DOCENTES, EDUCAÇÃO HUMANIZADORA, DIVERSIDADE SEXUAL Comunicação Oral (CO) GT18-LITERATURA NA ESCOLA: ENSINO E PESQUISA

Resumo

A sociedade do século XXI, a cada dia, passa por transformações sociais decorrentes dos avanços tecnológicos, das lutas de classes e das reinvindicações de direitos que até então não eram facultados às minorias sociais. Nesse cenário, a escola assume um papel de relevo porque a ela compete a formação de alunos conscientes e compromissados com essas transformações que pouco a pouco têm alterado os códigos culturais e comportamentais em que se assenta a nossa sociedade. Dentre essas transformações a que a escola não pode se furtar de discutir com seus alunos, estão as questões de gênero e de sexualidade, especialmente as que dizem respeito às minorias sexuais. Tendo em vista o exposto, o presente trabalho procura refletir acerca da importância de uma educação cujo escopo seja a diversidade sexual. Em nossa reflexão, acreditamos que o texto literário pode auxiliar para que o currículo escolar tenha uma natureza inclusiva e, assim, promova, no ambiente escolar , o respeito à diferença, à diversidade, sobretudo aos sujeitos pertencentes ao grupo LGBTTT (Lésbica, Gay, Bissexual, Travesti, Transexual e Transgênero). A presente pesquisa é de cunho bibliográfico e segue duas linhas teóricas: a dos estudos de gênero e de sexualidade e a das metodologias sobre o ensino de literatura. No caso da primeira, apoiamos nossas reflexões nos estudos de Rena (2014) e Severo (2013). No caso da segunda, centramo-nos nas orientações didático-metodológicas de Compagnon (2003), Jauss (1979) e Rouxel (2013), além dos documentos parametrizadores, como as Orientações Curriculares para o Ensino Médio (OCEM, 2006), os Referenciais Curriculares para o Ensino Médio da Paraíba (2006), a Lei de Diretrizes e Bases (LDB, 1996), os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s, 1997). Esperamos que as reflexões apresentadas neste trabalho possam impulsionar outros trabalhos com a temática da diversidade sexual a partir da literatura, de maneira que a inserção, sistemática, de tal temática, na sala de aula, possa contribuir para a formação de alunos/as que, por sua vez, possam vir a ser cidadãos/ãs mais respeitosos/as, humanizados e abertos à pluralidade que nos institui e nos constitui.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.