Artigo Anais I CNEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2526-1908

Visualizações: 470
A ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL COM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS NA PERSPECTIVA DA ATENÇÃO BÁSICA

Palavra-chaves: ATENÇÃO BÁSICA, IDOSO, GRUPOS, TERAPIA OCUPACIONAL Tema Livre (TL) / Oral Papers Submission AT 7: ENVELHECIMENTO ATIVO E QUALIDADE DE VIDA

Resumo

Introdução: A Atenção Básica é a principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) e rede de comunicação para encaminhamentos da população para os demais serviços de saúde que tem por objetivo a promoção, prevenção e manutenção de forma integralizada de atenção à saúde. A população idosa é uma das populações acolhidas no território pela Equipe de Saúde da família ou pela Unidade Básica de Saúde e diante disso, surge a necessidade de pesquisas que visem a contribuição de intervenções focadas no processo de envelhecimento saudável. A atuação da Terapia Ocupacional no contexto da atenção básica é de extrema importância para o processo de envelhecimento, podendo contribuir com o resgate de atividade significativas, autonomia e independência do sujeito. A abordagem grupal é dos principais dispositivos de atuação do terapeuta ocupacional, sendo um método pertinente como proposta para certas intervenções. Objetivo: Descrever o efeito da intervenção terapêutica ocupacional com grupos de idosos institucionalizados, bem como avaliar o envolvimento e a aderência destes às atividades propostas e contribuir de forma positiva para desenvolver um espaço para fortalecimento das relações sociais entre os idosos por meio das atividades expressivas, criativas e sociais. Metodologia: Trata- se de um relato de experiência sobre as práticas desenvolvidas por discentes do curso de terapia ocupacional da Universidade Federal da Paraíba, juntamente com a professora responsável. O desenvolvimento das atividades com os idosos ocorriam em parceria com a Unidade Básica de Saúde, localizada no bairro de Castelo Branco, em João Pessoa-PB. Resultados e Discussões: A prática possibilitou uma experiência satisfatória, quanto à contribuição da Terapia Ocupacional na assistência ao idoso na atenção básica, bem como a pertinência de desenvolver atividades significativas que possibilitaram a promoção e melhora do desempenho ocupacional desses idosos em diferentes contextos. Observou-se a importância da construção de um espaço onde os idosos se sintam acolhidos e motivados a participarem de forma individual e coletiva, sendo esse um dos principais desafios durante a vivência. As atividades em grupo proporcionaram aos idosos um espaço para perceberem mais sobre si e suas potencialidades, através da construção de vínculos afetivos, estimulação de habilidades cognitivas e sensoriais, tendo como principal objetivo a autonomia e independência no cotidiano. Conclusão: Conclui-se que atividades executadas em campo, contribuíram para se ter uma visão ampla e notável da atuação da Terapia Ocupacional na atenção básica de saúde, com finalidades de cunho terapêutico, possibilitando um contato direto com o indivíduo/comunidade através das demandas apresentadas, sendo a abordagem grupal um significativo recurso terapêutico a ser explorado e desenvolvido, com a finalidade de agregar conhecimento nessa proposta de assistência à saúde. Foi possível contribuir para uma melhora de qualidade de vida dos sujeitos dentre seu contexto de saúde, cultural, histórico, social e mental, através de recursos e abordagens baseadas e fundamentadas no diálogo e construção de cuidado.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.