Artigo Anais SEMLICA

ANAIS de Evento

ISSN: 2317-9333

Visualizações: 48
AVALIAÇÃO DA BIOMASSA DE MUDAS DE ACEROLA SUBMETIDAS EM DOIS SUBSTRATOS COM APLICAÇÃO DE BIOFERTILIZANTE

Resumo

Na microrregião de Catolé do Rocha-PB a cultura da acerola (Malpighia emarginata D.C.) é cultivada predominantemente por pequenos produtores rurais e em sistema de manejo ainda carente de tecnologia de manejo. Apesar na cultura da acerola adaptar-se bem aos mais diferentes tipos de solos e clima, necessita-se de um manejo adequado desde a produção de mudas até a colheita. Portanto, a base da fruticultura moderna é a produção de mudas de alta qualidade, e mudas bem formadas dão origem a plantas com alto potencial produtivo. Avaliou-se efeitos de dois substratos em níveis percentuais de esterco bovino e de biofertilizante bovino, O delineamento experimental foi em blocos casualizados, às mudas foram cultivadas em sacos de polietilenos com 15 cm de largura com capacidade de 2 litros cada. Os tratos culturais utilizados durante a condução do experimento foram a irrigação manualmente com regadores controle de pragas, doenças e retirada das plantas daninhas. Determinou-se a biomassa de mudas de acerola, a matéria seca da raiz e parte aérea foram medidas após secagem em estufa com circulação de ar a 65º C, até atingirem massa constante, sendo obtido pela soma a matéria seca total. Os resultados foram submetidos à análise de variância e de regressão polinomial para o fator quantitativo, empregando o aplicativo SISVAR. A resposta das mudas de acerola em termos de biomassa seca variou com as doses de biofertilizante bovino, independentemente do substrato utilizado. A dose 240 ml, 12% de biofertilizante bovino, promoveu maior acúmulo de biomassa em mudas de acerola.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.