Artigo Anais XV EBRAPEM

ANAIS de Evento

ISSN: 2237-8444

Visualizações: 103
A Etnomatemática e as Práticas de Numeramento Mobilizadas em um Contexto de Formação de Educadores Indígenas

Resumo

O presente projeto de mestrado está vinculado ao Programa de Pós-graduação da FAE/UFMG e apresenta como objetivo investigar a mobilização e a constituição de práticas de numeramento em situações de formação de professores indígenas Pataxó (Barra Velha), licenciandos do curso de Formação Intercultural de Educadores Indígenas – Matemática – FIEI REUNI da FAE/UFMG. A opção metodológica consiste na abordagem qualitativa, e nesse sentido, julgamos fértil buscar apoio em procedimentos de inspiração etnográfica, bem como nos recursos da análise de discurso para tratamento e análise desse material. Para fundamentação deste projeto será necessário recorrer a estudos sobre Educação Escolar Indígena, sobre Práticas de Numeramento e sobre Educação Matemática nas/das comunidades indígenas, boa parte deles desenvolvidos sob a perspectiva da Etnomatemática. Assim, compreender os valores e perspectivas da matemática produzida em contextos indígenas é crucial para a negociação de significados e para as práticas sociais que envolvem a matemática indígena compreendendo suas bases culturais.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.