Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

UM REPENSAR METODOLÓGICO: OS JOGOS E A DISCIPLINA DE HISTÓRIA NO ENSINO FUNDAMENTAL

Palavra-chaves: ENSINO, HISTÓRIA, JOGOS DIDÁTICOS Comunicação Oral (CO) Ensino de História e formação docente Publicado em 22 de novembro de 2014

Resumo

Os jogos existem na sociedade há muito tempo. O seu uso pode ser empregado em diversas situações e com inúmeros objetivos. Nesse trabalho, iremos enfatizar a utilização dos jogos com a finalidade de produzir conhecimento dentro da sala de aula, sendo uma ferramenta fundamental para a quebra de um ensino dito tradicional e despertando um maior interesse dos alunos, graças a sua natureza lúdica. Nessa experiência os principais personagens que vão mediar o conhecimento para o aluno são os jogos didáticos e a atuação do professor. Essa atuação em sala de aula exige do professor um planejamento maior, tendo em vista que, deve exigir, obrigatoriamente, um estudo detalhado do jogo, quando este já existe enquanto produção, e uma pesquisa ainda maior quando o mesmo é criado pelo professor em todas as suas nuances. Pensando nessa perspectiva de aprendizagem, criamos e aplicamos um jogo nomeado de “A Jornada”, este é baseado no conteúdo curricular Reforma Protestante. Esta atividade foi realizada na turma do 7º ano “E” do Ensino Fundamental da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Senador Argemiro de Figueiredo, mais conhecida popularmente como Escola Polivalente, localizada na cidade de Campina Grande na Paraíba, através do Programa de Bolsa de Iniciação a Docência – PIBID – pertencente à Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) Campus I, também localizado na cidade de Campina Grande. Como aporte teórico, utilizamos os Parâmetros Curriculares Nacionais e os autores Johan Huizinga (2000), Marcos Napolitano (2002), Vigotski (2007), Rosely Renelli (1996), Menegola e Sant’anna (2010) que se fazem fundamentais para o entendimento sobre o desenvolvimento da mente, o ato de planejar a didática e a funcionalidade dos jogos na sala de aula.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.