Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 151
PRÁTICAS EDUCATIVAS E PROCESSOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM EM EJA

Palavra-chaves: APRENDIZAGEM, ENSINO, EJA Pôster (PO) EDUCAÇÃO DE PESSOAS JOVENS E ADULTAS

Resumo

Introdução: Na contemporaneidade, a educação encontra-se vivenciando mais que nunca um processo de readequação às questões socioculturais; o vem exigindo a proposição de maneiras diferenciadas de ensinar em que tempo, lugar e idade não se caracterizam como limitadores de uma educação continuada. Assim, oportunizar escolaridade, além de um direito, hoje é um imperativo que se faz presente no mundo globalizado, pois deve ser um compromisso ético e político de qualquer sociedade que busque o desenvolvimento. Objetivo: Diante do exposto, este estudo objetiva analisar a temática das práticas educativas e processos de ensino e aprendizagem em Educação de Jovens e Adultos (EJA), a partir de uma revisão sistemática. Metodologia: Para tanto, foi realizada uma busca textual considerando os documentos oficiais e as bases de dados científicas a partir dos seguintes indexadores: Educação de Jovens e Adultos (EJA), Práticas educativas e Processos de ensino e aprendizagem. Com base nos artigos analisados algumas questões foram elencadas. Resultados: Os principais resultados evidenciaram que as Diretrizes Curriculares Nacionais para EJA apresentam três funções: reparadora, equalizadora, qualificadora. Para esta proposta destacamos a função equalizadora que se relaciona à igualdade de oportunidades, que possibilite oferecer aos indivíduos novas inserções no mundo do trabalho, na vida social, nos espaços da estética e nos canais de participação. A partir desta modalidade de educação procura-se conceber o conhecimento de maneira dialética e dialógica, constituindo-se a partir de uma concepção sócio-construtivista. A busca de situações de aprendizagem pertinentes ao ensino na EJA necessita de um olhar interdisciplinar que conduzam a uma maior interação entre professor-aluno e aluno-aluno de forma a qualificar o ensino, visando a autonomia do aprendizado. A EJA representa uma possibilidade de efetivar um caminho de desenvolvimento a todas as pessoas, de todas as idades, permitindo que jovens e adultos tenham acesso a novas formas de trabalho e cultura. É de suma importância na Educação de Adultos a valorização das experiências dos sujeitos da educação, e para que isso ocorra, é preciso dar abertura ao diálogo entre educandos/educandos e educandos e educadores. O processo de desenvolvimento dos estudantes contribui para o sucesso entre educando e educador com pleno respeito, considerando cada indivíduo com fontes inexploráveis de conhecimento. Com isso o potencial de cada um é avaliado, as diferenças respeitadas, a realidade observada e através de conhecimentos sólidos, o agir pode transformar em seu próprio benefício. Ensinar e aprender são processos que dialogam na possibilidade de transformar as realidades, incentivando o desejo de mudança, do querer ir além. Conclusão: Muito há que ser melhorado sistematicamente na EJA, mas há esperança como uma necessidade ontológica do ser humano, de que as práticas educativas e o processo de ensino e aprendizagem sejam pautados nos anseios e necessidades dos sujeitos do ato educativo, tomando por base à práxis social.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.