Artigo Anais IV ENID / UEPB

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-7379

Visualizações: 194
DESBRAVANDO HORIZONTES: O INCENTIVO DAS AULAS DE CAMPO NO ENSINO DE HISTÓRIA.

Palavra-chaves: ESTUDO DO MEIO, ENSINO-APRENDIZAGEM, PIBID Pôster (PO) Ensino de História e formação docente

Resumo

O presente artigo tem como proposta discutir a importância do estudo do meio para o ensino de história e às diversas interações do homem como espaço. É necessário no processo educativo, fazer uma leitura mais dinâmica e diferenciada do mundo vivido e percebido. Nesse contexto, a aula de campo na disciplina história é essencial. Esta proposta foi desenvolvido pelos alunos do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência de História) na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Mons. Emiliano de Cristo sobre tendo a “história da Paraíba” como elemento para esta pesquisa. Neste sentido a leitura de mundo transcende a leitura de paisagens como fotografias estáticas, uma paisagem em que o aluno se percebe enquanto sujeito atuante e passível de rescrever seu mundo. Este trabalho discute as contribuições das aulas de campo, que se na cidade de João Pessoa, a mesma tinha como objetivo fazer com que os discentes tivessem a oportunidade de ampliar conhecimento, até por que neste contexto, a aula de campo na disciplina história é essencial, através dela é possível identificar de fato o que é estudado em sala de aula, possibilitando dessa maneira a percepção do aluno, o mesmo terá a oportunidade de ver e transpassar o ambiente escolar. Sendo assim, é possível “viver a história” transpassando a barreira do imaterial e tornando-o material. Logo, o estudo do meio propaga dinamismo e um conhecimento mais abrangente dentro do ensino de história fomentando uma percepção mais homogênea da. “História da Paraíba”, sendo assim, pensa o meio como recurso pedagógico lúdico interativo proporciona vários desdobramentos que potencializam a disciplina de História. Assim como também faz se necessário neste trabalho versa sobre as dificuldades encontradas por um aluno cadeirante no decorrer da aula de campo e sua inclusão no estudo do meio, proporcionando a este a oportunidade de inclusão em uma atividade dessa natureza. Assim, saber e compreende essa ferramenta pedagógica, contribuindo dessa maneira para o processo de ensino aprendizagem na disciplina história.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.