Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 208
UNIVERSIDADE E A SOCIALIZAÇÃO DO CONHECIMENTO

Palavra-chaves: INCLUSÃO SOCIAL, MATERIAL DE LIMPEZA, GERAÇÃO DE RENDA Comunicação Oral (CO) POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

A responsabilidade social é uma questão que passa obrigatoriamente pelas universidades, uma vez que elas são parte formadora dos indivíduos. De uma forma geral, as universidades devem optar por ações que visem transformar profundamente a sociedade, na direção da conquista dos direitos civis, políticos e sociais dos indivíduos e das comunidades, engajando-se nos diversos movimentos sociais, tendo em vista uma integração real, uma parceria efetiva, na tentativa de sair do seu enclausuramento, alheamento e corporativismo que, na maioria das vezes, conduz à inércia acadêmica e ao descompromisso com a sociedade que a mantém. Unindo as necessidades sócioeconômicas aos objetivos educacionais dessa Instituição de Ensino Superior e a demanda por parte de uma significativa clientela, despertou-se o interesse em se fazer um trabalho de extensão acadêmico de cunho didático-social envolvendo alunos dos cursos de Química Industrial e Licenciatura em Química da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) tendo como objetivo repassar o aprendizado adquirido na Universidade, proporcionando ao público alvo, principalmente comunidades carentes, a capacidade de produzir material de limpeza, para seu próprio consumo. As atividades são executadas de forma mais simples possível para melhor entendimento do público. Inicialmente, é feita uma abordagem sobre a importância dos materiais de limpezas, deixando sempre explicito os cuidados a serem tomados antes e durante o procedimento de fabricação. Em seguida, realiza-se uma breve explanação sobre cada produto químico a ser utilizado, mostrando suas funções dentro do processo de produção e após, são produzidos os respectivos materiais de limpeza. Para consolidar o aprendizado, são realizadas algumas dinâmicas de grupo; entrega de cartilhas contendo especificações dos produtos químicos utilizados e todo o procedimento que deve ser seguido para fabricação dos produtos. As oficinas são encerradas com a distribuição do material produzido. Os resultados esperados são sempre alcançados. Além do interesse pelos produtos para fins de uso pessoal, o público alvo demonstra a satisfação de estar aprendendo algo novo e sentindo-se incluído socialmente. E para os alunos, futuros profissionais da química, é proporcionado colocar na prática aquilo que lhes foi repassado em sala de aula e a oportunidade de expressar sua verdadeira cidadania. E consequentemente, a UEPB concretiza sua participação no processo de inclusão social.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.