Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 190
UMA ANÁLISE DA MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA DA UFPB

Palavra-chaves: FORMAÇÃO DOCENTE, LICENCIATURA EM MATEMÁTICA, MATRIZ CURRICULAR Comunicação Oral (CO) FORMAÇÃO DE PROFESSORES Publicado em 18 de setembro de 2014

Resumo

Este artigo produz uma análise comparativa dos cursos de Licenciatura em Matemática, baseando-se na matriz curricular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Levamos em consideração a carga horária, a estrutura curricular e as disciplinas voltadas para a formação docente. Temos como objetivo refletir a formação docente do licenciando em Matemática, visando os conteúdos adotados para sua formação. Tomamos como referencial teórica: CURY (2001), SIMÕES (2003, 2010). Verificamos que não há uma homogeneidade entre os cursos de Matemática analisados, assim algumas matrizes curriculares da UFPE e da UEPB apresentam disciplinas indispensáveis para a formação docente, enquanto a UFPB não as apresenta. É fato que desfalcar algumas disciplinas para enaltecer outras pode prejudicar a qualificação do profissional licenciado em Matemática, uma vez que as disciplinas pedagógicas são tão importantes quanto às disciplinas específicas. No levantamento realizado percebem-se as desigualdades existentes do curso em cada universidade, variando as cargas horárias e as disciplinas, no tocante às disciplinas exclusivas para a formação docente na UFPB. Entende-se que as universidades limitam-se ao pragmatismo cuja meta é formar pessoas especializadas a ser lançadas à sociedade com uma ampla formação intelectual, todavia, mesmo que a formação profissional seja crucial aos subsídios econômicos, de nada adiantará se nas matrizes curriculares dos cursos estiverem ausentes disciplinas inerentes à prática pedagógica. Por fim, constatamos que o Curso de Licenciatura em Matemática na UFPB possui uma formação docente inferior à das demais universidades analisadas.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.