Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 185
O JOGO NO ENSINO DA MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA NA APRENDIZAGEM DE NÚMERO INTEIROS

Palavra-chaves: NÚMEROS INTEIROS, MATERIAL CONCRETO, LÚDICO Comunicação Oral (CO) EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Resumo

A matemática é uma Ciência considerada por muitos alunos de difícil compreensão. Partindo deste pressuposto, existe uma necessidade de melhorar o ensino e aprendizagem da matemática para tanto, um excelente recurso são os jogos. Assim, recorremos aos teóricos BRASIL(1998), REGO; REGO(2000), STAREPRAVO(2009), BIGOLOTI(2011) e GODOY; MENEGAZZI(2014), autores que apontam as potencialidades de se utilizar os jogos como recursos no ensino da matemática. Desta forma, este trabalho buscou desenvolver uma abordagem didática em nível de 7° ano do ensino fundamental em uma escola pública do município de Cabaceiras-PB, que possibilitou ao aluno atribuir significado as operações numéricas de maneira lógica e prática com o uso do material concreto. Visto que, depois de trabalhada as operações com números inteiros com o livro didático e a exposição do professor, percebemos que os alunos não internalizaram o conhecimento. Assim, optamos por realizar a construção de um jogo para facilitar a compreensão dos conteúdos estudados. Desta forma, o trabalho foi dividido em dois momentos: primeiro na confecção do kit pedagógico varetas relativas pelo alunos sobre a orientação do professor, e posteriormente, os alunos tiveram a oportunidade de aprender na prática com a manipulação do material concreto. As regras do jogo foram planejadas para os alunos entenderem as operações com números inteiros naturalmente de modo intuitivamente. Portanto, fica evidente, que quando o aluno constrói e manipula o seu próprio material possibilita uma melhor aprendizagem da Matemática, o que configura os jogos como uma excelente alternativa para dá significado as operações com números inteiros e realizadas dentro de contextos de situações problemas onde sejam também significativos ao educando.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.