Artigo Anais I CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 153
INSERINDO A HORTA ESCOLAR NA COMUNIDADE DO MORRO REDONDO - OEIRAS PIAUÍ

Palavra-chaves: HORTA ESCOLAR, EDUCAÇÃO DO CAMPO, COMUNIDADE Pôster (PO) EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Resumo

O maior desafio dos educadores no século XXI é se adequar a maneira como as crianças e adolescentes pensam para que o conteúdo seja absorvido de maneira satisfatória. Uma boa estratégia é trazer a prática para a aula. Deste modo, a teoria passada em sala ganha exemplos reais e deixa de ser abstrata.O presente trabalho trata-se de uma proposta para inserção de uma horta escola na Comunidade do Morro Redondo localizada na cidade de Oeiras Piauí, que será implantada na Escola Municipal Aleksandra Tapety juntamente com alunos, bolsistas do Pibid e a comunidade em geral.A horta servirá nesta comunidade como objeto de estudo interdisciplinar. Os estudantes discutem temas como alimentação, nutrição e ecologia que aliados ao trato com a terra e plantas, geram situações de aprendizagem reais e diversificadas. Assim, os educadores devem dar o máximo de responsabilidades às crianças, inserindo-os nas discussões sobre o rumo do projeto e cuidados com as plantas.Entre os benefícios alcançados com o projeto horta escolar, se destacam a produção e consumo de alimentos naturais pelos alunos, atividades ligadas à culinária na escola, troca de conhecimentos, inserção de assuntos como a economia doméstica, a influência nas escolhas alimentares das crianças, além de apresentar na prática as consequências que ações do homem têm em relação ao meio ambiente. O projeto é amplo, uma vez que as crianças servem de multiplicadores, porque levam o que aprendem na escola para casa e, deste modo, a influência da horta não se restringe à escola.O resultado do projeto horta na escola será alunos mais conscientes que levam para a vida ensinamentos ecológicos, amplificando a necessidade de uma mudança de postura que é preciso implantar na sociedade com relação à natureza.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.